Menu
PASSARELA
terça, 19 de junho de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Projeto cria horário especial para estudantes

8 Dez 2004 - 16h10
Os estudantes e os portadores de deficiência poderão ter garantido horário especial em contratos por tempo determinado nos órgãos públicos. O benefício está previsto no Projeto de Lei 3745/04, do deputado Coronel Alves (PL-AP), aprovado pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público. A proposta altera a Lei 8745/93, que estabelece as regras para contratação por tempo determinado para atender necessidade temporal de excepcional interesse público.
O autor da proposta ressalta que o Governo federal tem realizado, com freqüência, processo seletivo para contratação temporária. Ele alega, no entanto, que a atual legislação não concede tratamento especial aos portadores de deficiência e aos estudantes trabalhadores.
O relator, deputado Milton Cardias (PTB-RS), apresentou parecer pela aprovação da proposta. Ele considera a medida justa por amparar os deficientes e conceder horário especial aos estudantes que não conseguem conciliar o horário das aulas com o do trabalho.
 
 
Agência Cãmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - ESTRUTURA NOVA
Fátima do Sul terá um novo conceito de lojas Cacau Show, AGUARDEM!!!
DOURADOS - ITALÍNEA MÓVEIS PLANEJADOS
Em Dourados, Italínea Móveis Planejados dá dicas para deixar sua casa pronta para o inverno
APOCALIPSE
Ricardo (Sérgio Marone) autoriza que um navio de fugitivos seja bombardeado
LUTO NA TV
Morre o ator Fábio Tomasini, de 'Belíssima'
MONSTRO
Padrasto é preso por espancar e causar a morte de enteada de 3 anos
APELO PELA SAÚDE
MC Pikachu, internado com hidrocefalia, faz apelo: 'Rezem muito por mim'
FÁTIMA DO SUL - NA NOSSA LOJA
FÁTIMA DO SUL: Chegaram a nova coleção inverno 2018 na Nossa Loja, venha conferir as lindas blusas
Brasil X Argentina
Moradores pintam rua de azul e branco no Piauí e vão torcer para Argentina na Copa
NOVELA GLOBAL
Hoje em Segundo Sol: Beto pode desistir de Luzia
APOCALIPSE
Estela (Lisandra Souto) esfaqueia a própria filha, Talita (Laís Pinho), e provoca a morte dela.