Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CONTAINER
Brasil

Proibida a matança de javalis; MS é um dos 12 Estados com ocorrência

25 Ago 2010 - 10h12Por Notícias MS

 No dia 18 de agosto uma instrução normativa, publicada no Diário Oficial da União, revogou uma norma do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que autorizava a matança de javalis para seu controle populacional.

Apesar da nova instrução normativa, o Ibama continua considerando o javali e seus híbridos espécies invasoras e nocivas para as florestas nativas, os seres humanos e o meio ambiente.

Foi criado um grupo de trabalho para definir propostas alternativas que permitam melhorar a eficácia do controle e minimizar o impacto destes animais, considerados exóticos.

Segundo o chefe da divisão de Proteção Ambiental do Ibama/MS, Luiz Benatti, na semana passada, técnicos ambientais do Ibama de doze Estados onde há ocorrência do animal se reuniram em Porto alegre para discutir o assunto.

“Este grupo irá estudar – de forma consensual com os representantes da sociedade – maneiras de se controlar a população do javali, sem a necessidade de se falar em caça, mas com abates controlados”, explica.

Benatti lembra que além do problema do prejuízo às lavouras, há a periculosidade deste feroz animal. Um risco aos humanos que convivem nas mesmas áreas bem como a competição por recursos naturais com a fauna local. “Trata-se de uma questão ecológica e social”, completa.

“Devido a facilidade de procriação na natureza, o problema persiste. Mas com esta norma já avançamos numa boa direção”, disse Benatti acrescentando que em um segundo momento, quando as ações começarem a ser implementadas, o Ibama/MS “com certeza irá trabalhar em conjunto com órgãos Estaduais como a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro)”.

Lei revogada

Com a normativa, está revogada uma lei que autorizava o controle da população de javalis, que eram capturados ou abatidos sem que as autoridades tivessem qualquer registro.

O mamífero, o mais conhecido das espécies de porcos selvagens, foi trazido da Europa nos anos 90 para a criação em cativeiro na Argentina e Uruguai, escapou ao controle e causa danos às plantações. Após ingressar pelo Rio Grande do Sul, avançou progressivamente pelo Brasil.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico