Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 23 de setembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Professores têm crédito especial para compra de computadores

16 Dez 2004 - 14h36
Continua em operação a linha de crédito especial, destinada a professores, para aquisição de microcomputadores, impressoras e scanners, resultado de um acordo entre o Ministério da Educação, Banco do Brasil e Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O acordo tem por finalidade desenvolver ações conjuntas de estímulo e disseminação do acesso a tecnologias da informação aos educadores da rede oficial de ensino e da rede nacional de escolas particulares.

Por essa modalidade de financiamento, docentes de todos os estados podem adquirir equipamentos novos de microinformática produzidos por empresas que utilizem mão-de-obra nacional e atuem dentro das prescrições socioambientais do ISO-9000. Os valores do financiamento têm um teto de R$ 3 mil e os prazos podem alcançar 36 meses. As taxas de juros são de 6% ao ano, acrescidas da taxa de juros de longo prazo (TJLP), com alíquota zero de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

O acordo para crédito preferencial para os professores foi viabilizado dentro da Linha de Crédito BB Proger Urbano/Pessoa Física/Professores, que recebe recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), com o objetivo de apoiar, qualificar e promover a geração de emprego e renda para professores do ensino básico.

A idéia é conseguir a atualização profissional dos docentes, o aumento da produtividade, a melhoria do desempenho e o apoio tecnológico para a formação continuada e a permanência no mercado de trabalho, por meio da inclusão no mundo da informática daqueles professores que ainda não possuem equipamentos e da aquisição de equipamentos mais modernos para os que já possuem computadores.


Investimento - Dados do Banco do Brasil sobre a linha de crédito, até setembro de 2004, apontam a realização de contratos com educadores em todos os estados da Federação. Cerca de 66 mil contratos foram firmados, totalizando investimento de R$ 163 mil. O Estado de São Paulo lidera o número de aquisições de equipamentos com 8.210 contratos financiados. Os professores do estado de Roraima, até este levantamento, adquiriram 111 equipamentos.

Para o diretor de programa da Secretaria Executiva do Ministério da Educação, Maurício Dutra Garcia, “este acordo significa a disponibilização de recursos de informática para todos os professores da educação básica em condições mais favoráveis que as oferecidas pelo mercado aos clientes comuns”. Para ele, a inclusão cibernética é uma exigência dos tempos atuais e pode contribuir no processo de formação continuada dos docentes, aprimorando sua prática diária em sala de aula.

“O MEC, por meio dessas ações, objetiva consolidar alternativas econômicas para os professores estaduais e municipais, estimulando a categoria com iniciativas que possam refletir na melhoria do desempenho e da qualidade de vida dos profissionais da educação”, afirmou.
 
 
APn

Deixe seu Comentário

Leia Também

EMBOSCADA
Homem é assassinado na frente do filho de seis anos
FAMOSIDADES
Xuxa rompe silêncio sobre Marlene Mattos e traições de Pelé: ‘Me fez coisas muito feias’
ASSALTANTE
Preso confessou que matou a ex em cela da cadeia
DISPUTA ACIRRADA
Nova pesquisa mostra empate técnico entre Haddad e Bolsonaro
SELEÇÃO BRASILEIRA
Gabriel Jesus retorna para a Seleção
LOTERIA
Mega-Sena acumula novamente e pode pagar prêmio de R$ 22 milhões
HORÁRIO DE VERÃO 2018
Horário de Verão pode ser extinto em todo território nacional
EDUCAÇÃO
‘Desejo continuar com a minha profissão, mas temo pela minha vida’, diz professor agredido em aula
SOB INVESTIGAÇÃO
Jovem é encontrada morta dentro do quarto e esposo está desaparecido
MORTE NO DETRAN
Jovem sofre parada cardíaca durante prova para tirar CNH