Menu
SADER_FULL
quarta, 17 de outubro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Professores param e deixam 546 mil sem aulas em MS

25 Abr 2007 - 09h07

Professores das 380 escolas públicas de Mato Grosso do Sul aderiram à paralisação nacional nesta quarta-feira para reivindicar aumento do piso salarial e melhorias nas escolas públicas deixando pelo menos 546,2 mil alunos sem aula em todo Estado. Somente em Campo Grande, a paralisação teve adesão dos professores das 83 escolas estaduais e das 91 escolas municipais deixando quase 180 mil estudantes sem aula.

Em todo o Estado são cerca de 15 mil professores das redes municipais e estaduais de ensino, sendo a média de 10 mil na Capital. Nesta manhã, as escolas amanheceram sem aulas, pois ontem os alunos já foram avisados sobre a paralisação. Os professores entregaram um panfleto aos estudantes explicando as reivindicações e mostrando quais são as propostas para melhoria nas escolas.

Os professores reivindicam piso salarial nacional de R$ 1.050 para 20 horas semanais para os profissionais em início de carreira com curso superior, além do salário de R$ 700 para os professores com nível médio que trabalham 20 horas semanais. A categoria já rejeitou a proposta apresentada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentada durante o PDE (Plano de Desenvolvimento da Educação) de R$ 850 para 40 horas semanais, sem diferenciação do nível de estudo.

Os profissionais afirmam que o salário superior para professores com curso de graduação estimula o ensino de qualidade devido à qualificação profissional. A proposta apresentada pelo presidente no Plano de Ensino já foi rejeitada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação. O dia de paralisação nacional ocorre há sete anos, sempre na última semana de abril.

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NO JORNALISMO
Morre Gil Gomes, jornalista policial, aos 78 anos, em São Paulo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Brasil vence a Argentina com gol de Miranda nos acréscimos e conquista o Superclássico
HORARIO DE VERÃO
Início do horário de verão não será adiado, informa o Planalto
IBOPE PARA PRESIDENTE
Ibope para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
ASSASSINATO
Rapaz agride avós de adolescente que não quis namorar com ele; avó morreu
TRAGEDIA NA RODOVIA
Carro ocupado por sete pessoas se envolve em acidente; cinco morreram
REVOLTANTE
Menina de 11 anos é estuprada por detento ao visitar irmão em presídio
ACIDENTE FATAL
Douradense morre em acidente no RS
REALITY SHOW
A Fazenda 10: Ana Paula é eliminada e se manifesta contra Bolsonaro
FACÇÃO CRIMINOSA
Decapitada por Satã do PCC, jovem morreu por exigir respeito após roubo de chinelo