Menu
SADER_FULL
terça, 22 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Professores de CG também aceitam proposta sobre regência

15 Mar 2007 - 09h18

A maioria dos 200 professores da rede estadual de ensino em Campo Grande aceitou há pouco a proposta do governador André Puccinelli (PMDB) de pagar o reajuste de 20% da regência de classe a partir de abril, conforme votação realizada na sede da ACP (Sindicato dos Professores de Campo Grande). Agora os delegados da ACP seguem para a assembléia-geral que realizada na sede da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) e que contará com representantes dos 69 sindicatos de professores do Estado.

Até ontem 31 municípios do interior do Estado, entre eles Dourados e Três Lagoas, já tinham aceitado a proposta, sendo que apenas Aquidauana, Paranhos e Naviraí recusara. Além disso, o desembargador Elpídio Helvécio Chaves Martins, da 2ª Seção Cível do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), indeferiu liminarmente o mandado de segurança impetrado pela Fetems, exigindo o pagamento da regência de classe, baseando-se na lei complementar 109 aprovada em 2004.

O mandado contra a Secretaria Estadual de Administração foi indeferido baseado em decisão singular. A Fetems, representando os 17 mil professores da rede estadual de ensino, já recorreu da sentença, conforme informou o presidente da Federação, Jaime Teixeira. O reajuste da regência que passa de 80% a 100% deveria ser pago a partir de fevereiro, conforme reajuste gradativo aplicado desde 2004. A proposta feita pelo governador André Puccinelli (PMDB) prevê o pagamento da regência a partir de abril com reajuste, quando os professores recebem 100% de regência, o que na prática resulta em 11,01% de aumento no salário. O pagamento dos 20% não contabilizados em fevereiro e março será pago em junho e julho e, depois disso, a situação volta ao normal, com o reajuste adquirido.

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação