Menu
PASSARELA
quarta, 18 de julho de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Produtor rural terá mais R$ 5 bilhões do Banco do Brasil

3 Nov 2004 - 13h45
 

O Banco do Brasil disponibilizou mais R$ 5 bilhões para os produtores rurais neste mês, conforme anúncio feito hoje pelo vice-presidente de Agronegócios do banco, Ricardo Conceição. Ele disse que R$ 3,520 bilhões se destinam a custeio, R$ 630 milhões, a investimento e R$ 850 milhões, a comercialização. Os interessados já podem procurar as agências do banco em todo o país para contratar empréstimos.

Com isso, sobe para R$ 15,5 bilhões o volume de recursos liberados, de julho a novembro, para financiamento da safra agrícola 2004/2005, 26% a mais do que os R$ 12,3 bilhões contratados em igual período do ano passado. Do total de R$ 46,5 bilhões programados para todo o Sistema Nacional de Crédito Rural, o BB pretende aplicar R$ 25,5 bilhões.

De acordo com Ricardo Conceição, o incremento será de 24%, comparado à safra anterior, considerando que a agricultura empresarial investirá R$ 21,4 bilhões dos recursos contratados pelo BB (24,7% a mais). Os outros R$ 4,1 bilhões se destinam à agricultura familiar (19,8% a mais).

Do total, R$ 20,692 bilhões se destinam a custeio e comercialização, enquanto R$ 4,808 bilhões, a investimento. O montante é suficiente, segundo o dirigente do banco, para atender à demanda do setor, já que o ritmo de desenvolvimento da safra está normal. "O que nos leva a concordar com a estimativa de uma colheita em torno de 130 milhões de toneladas de alimentos".

Conceição garantiu que "não faltarão recursos para o financiamento da safra agrícola". Segundo ele, está sendo construído um modelo para alavancagem de mais aplicações para aumento da produção e sua conseqüente comercialização. É o caso, por exemplo, da maior negociação em CPR (Cédulas de Produto Rural), que o BB tanto pode avalizar quanto comprar diretamente.

Ele disse que o total de CPRs negociadas pelo banco neste ano é de R$ 3,1 bilhões, 321% a mais em relação ao total do ano passado, quando foram contabilizados R$ 987 milhões. A expectativa do BB, segundo ele, é de que os negócios com CPR fechem 2004 próximo dos R$ 4 bilhões, em função da redução de 25% nos custos da CPR, depois que o banco passou a comprá-la diretamente.

Também houve maior destinação de recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) através do BB para investimentos em maquinário agrícola e construção de silos, que já consumiram R$ 440 milhões. O banco também está operando nova linha de crédito de R$ 600 milhões, do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) para o FCO (Fundo Constitucional do Centro-Oeste). Esse dinheiro se soma aos R$ 700 milhões orçamentários que o FCO deve aplicar no aumento de eficiência da propriedade rural.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GRANA
Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Severo é preso e humilha Roberval
FUTEBOL PELO MUNDO
Real Madrid se recusa a permitir que Vinícius Júnior permaneça no Flamengo até o final de 2018
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Luzia descobre que seu filho com Beto não morreu
CONCURSOS - OPORTUNIDADES
Concurso: 13 órgãos abrem as inscrições para 1,9 mil vagas nesta segunda
FOI SALVAR O MELHOR AMIGO
Jovem morre afogado após pular em rio para tentar salvar cachorro
EDUCAÇÃO - FIES - INSCRIÇÕES
Fies abre inscrições nesta segunda com 155 mil vagas para 2º semestre
BOA NOTICIA
Preço da gasolina nas refinarias cai para R$ 1,997
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Karola vira escrava sexual de Remy
BRIGA DE RUA
Homem morre pendurado em grade