Menu
LIMIT ACADEMIA
quinta, 21 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Produção agrícola cresceu 617% desde a criação de MS

30 Jul 2010 - 13h01

Os agricultores do Estado ampliaram a área cultivada em 113%, uma expansão tímida no que diz respeito à abertura de novas áreas, mas, por outro lado, no mesmo período, a produtividade média por hectare cresceu 236% e a produção total de grãos foi ampliada em 617%.

Os dados, do Anuário Agroalimento lançado neste mês de agosto pela Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), comprovam que o principal incremento nos últimos anos tem se dado pela incorporação de tecnologias que proporcionaram o aumento do rendimento médio das áreas, com consequente expansão da produção estadual.

Ainda na safra de 1977/1978, as lavouras cultivadas com grãos ocupavam 1,353 milhão de hectares em MS, com produção total de 987,2 mil toneladas de produtos agrícolas.

Já na safra 2008/2009, a área cultivada alcançou 2,888 milhões de hectares, com produção em torno de 7 milhões de toneladas de grãos.

Lançamento 

A Famasul lança, em agosto, a primeira edição do Anuário da Produção Agrícola e Pecuária de MS (AgroAlimento) que reúne informações como as mencionadas acima.

A publicação tem formato de revista, com cerca de 200 páginas, e traz informações detalhadas sobre a produção agropecuária de onze principais culturas produzidas no Estado: carne bovina, soja, milho, carne de frango, leite, arroz, trigo, carne suína, carne ovina, algodão e cana-de-açúcar (açúcar e etanol).

Os dados publicados na edição 2010 são relativos aos doze meses do ano de 2009, o que caracteriza a obra como um balanço anual da produção, produtividade, área cultivada, rebanhos, cotações e exportações dos principais produtos do agronegócio sul-mato-grossense.

Distribuído dirigidamente a produtores rurais ligados a Famasul e a entidades do segmento, o AgroAlimento surge como uma ferramenta de pesquisa sobre a série histórica da produção agropecuária de MS, com perspectiva de ocupar, anualmente, posição de destaque nas estantes e bibliotecas de produtores rurais, técnicos, jornalistas e pesquisadores ligados à produção do agronegócio estadual, por reunir e disponibilizar dados sobre a relevância sócio-econômica das atividades produtivas desenvolvidas em Mato Grosso do Sul.

Marco Antônio Gehlen, jornalista e mestre em Agronegócios pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), foi o responsável pela pesquisa do Anuário e assina a publicação como editor.

A edição 2010 contou com a parceria da Abiec, do frigorífico JBS, da Biosul, da Aprosoja Brasil, do Fórum Permanente da Pecuária de Corte da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA, da Real H e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de MS – Senar/MS.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'
LARANJADA
Deputados do PSOL distribuem laranjas na chegada de Bolsonaro à Câmara
AMOR A PROFISSÃO
Pedreira caprichosa viraliza com trabalho detalhista e ganha novos clientes
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
O Boticário apresenta Quasar Brave, venha conferir no O Boticário em Fátima do Sul
SUPERAÇÃO
Jovem que morou 5 anos nas ruas se forma em Direito
FENÔMENO
Maior superlua de 2019 iluminará o céu nesta terça, 19
FAMOSIDADES
Padre sertanejo acusado de ostentação cobra entrada de idosos para assistir programa