Menu
SADER_FULL
terça, 22 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Previdência vai suspender 69 mil aposentadorias pelo INSS

27 Jun 2007 - 09h28

O Ministério da Previdência vai suspender 69 mil aposentadorias por invalidez de titulares de benefícios que também constam como contribuintes atuais do INSS - o que significa que estão na ativa. De acordo com fontes oficiais, será aberto processo administrativo, e os titulares terão até que devolver o dinheiro recebido irregularmente, desde que voltaram a trabalhar.

Comunicados aos segurados sobre os cortes começarão a ser enviados em julho. Representantes de centrais sindicais e de associações de aposentados foram consultados e já confirmaram o apoio à iniciativa, que pretende combater as fraudes nos benefícios por incapacidade.

A suspensão será feita de forma administrativa - sem que a Previdência chame os segurados para perícia médica nas agências. Os peritos já haviam pedido o adiamento do anunciado censo dos benefícios por incapacidade, por conta da onda de agressões à categoria.

Ainda segundo o ministério, há no Brasil 3,9 milhões de aposentados por invalidez. Destes, 1 milhão já teria condições de transformar esse benefício em aposentadoria por tempo de contribuição, com mais direitos. Para o presidente do Sindicato Nacional dos Aposentados e Pensionistas da Força Sindical, João Inocentini, a medida é positiva. "Muitas pessoas trabalharam, por exemplo, 30 anos, e estão aposentadas por invalidez há 10. Um mutirão vai levantar caso a caso e os benefícios poderão ser convertidos em aposentadoria por tempo de contribuição", afirma.

Hoje, o Conselho Nacional de Previdência Social vai se reunir para discutir a redução do teto dos juros nos empréstimos consignados a segurados do INSS. A mais recente alteração foi em fevereiro, quando a taxa baixou de 2,78% para 2,72% ao mês. Há dois meses, antes da redução da taxa básica de juros (Selic) para 12%, o governo apontou para 2,62%.

À tarde, o ministro da Previdência, Luiz Marinho, deve se reunir com representações de aposentados e pensionistas para discutir a antecipação do 13º. O governo já acenou com o pagamento de parte do abono em setembro, com calendário progressivo até 2010, quando a antecipação viria em junho - primeira reivindicação dos segurados. Eles, no entanto, vão insistir na antecipação em julho deste ano. E pretendem brigar por um reajuste equivalente ao concedido ao salário mínimo para quem ganha acima do piso.

Inauguradas três agências só para perícia
O ministro da Previdência, Luiz Marinho, veio ontem ao Rio inaugurar as primeiras agências para perícia médica com sistema de segurança, no Centro (Avenida Antônio Carlos 607) e em Copacabana (Avenida Nossa Senhora de Copacabana 1.032, Loja B). À tarde, foi inaugurada a agência de São Gonçalo (Rua Ari Parreiras 76, Paraíso), sem o ministro.

Outras três agências serão inauguradas no Rio neste ano: Campos e Penha (agosto) e Caxias (outubro). As perícias serão agendadas, com hora marcada, via Internet e central 135. O horário de atendimento vai das 8h às 17h, de segunda a sexta-feiras. No Rio, 51% da demanda nas 37 agências convencionais do Grande Rio, vão para as especializadas - se o segurado concordar.

Tempo de espera

Entre os novos equipamentos de segurança para proteger os peritos, estão detectores de metais, avisos sonoros nas mesas dos médicos e ainda rotas de fuga. Além da segurança, as agências têm a função de melhorar o atendimento, que deverá ser de até uma hora. "O tempo de espera do conjunto dos benefícios no Brasil há dois meses era de 70 dias. Hoje é de 55. Nossa meta é chegar a 30", disse Marinho. No caso das perícias, o tempo atual é de 13 dias e a meta é reduzir para cinco.

Marinho defendeu agilidade no processo judicial que pode ser a solução para aposentados da Varig, participantes do Aerus - em liquidação. A empresa cobra R$ 5 bilhões, dinheiro que, em encontro de contas, beneficiaria os trabalhadores.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho