Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 19 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Previdência vai gastar R$ 6 bilhões com a antecipação do 13º

29 Jun 2007 - 09h00

O Ministério da Previdência vai antecipar uma parcela do décimo-terceiro salário a aposentados e pensionistas. Cerca de 25 milhões de brasileiros receberão o adiantamento, que entrará na folha de pagamento do mês de agosto e será pago efetivamente em setembro.

A medida foi anunciada pelo ministro da Previdência, Luiz Marinho, após reunião com representantes da Confederação Brasileira dos Aposentados e Pensionistas (Cobap) e dos sindicatos de aposentados e pensionistas ligados à Central Única dos Trabalhadores (CUT) e à Força sindical.

Os representantes dos aposentados queriam que a antecipação fosse liberada em julho, mas segundo Marinho “os recursos do ministério são divididos ao longo do ano e a despesa com décimo-terceiro só pode ser feita nos últimos meses, para não causar desequilíbrio orçamentário”. O adiantamento, lembrou o ministro, custará cerca de R$ 6 bilhões à Previdência em setembro.

Na reunião, os aposentados discutiram também o aumento no valor dos benefícios, mas não tiveram a reivindicação atendida. "O ministro disse que não é possível reajustar além do índice do salário mínimo e propôs compensações, como o aumento de subsídios em remédios, por exemplo”, informou o secretário de seguridade social da Cobap, Luis Adalberto Silva.

O ministro explicou que não se trata de compensar a ausência de reajuste, mas de implantar políticas de valorização do idoso. Entre essas medidas, Marinho citou a negociação com o Ministério da Saúde para estender subsídios do governo a medicamentos para controle de osteoporose e doenças cardiovasculares.

“Se o cidadão aposentado tem um gasto contínuo com um remédio caro e tem possibilidade de comprar o medicamento subsidiado, pagando 10% do valor total, isso certamente vai contribuir para o aumento do seu poder de compra”, disse.

Sobre a redução na taxa de juros para empréstimos consignados a aposentados e pensionistas, aprovada hoje de manhã pelo Conselho Nacional de Previdência Social, o ministro disse que a redução de 2,72% para 2,64% ao mês acompanhou a evolução da taxa básica de juros anual (Selic). “Vamos continuar diminuindo à medida que a taxa Selic for reduzida”, anunciou.

 

Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares