Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 26 de agosto de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Previdência de Dourados deve arrecadar R$ 9,6 mi

27 Abr 2007 - 08h30
Criado no final do ano passado, o IPSSD (Instituto de Previdência Social dos Servidores de Dourados) realizou ontem a eleição para a escolha de sua primeira diretoria executiva. Os vencedores terão a missão de gerir um orçamento de pelo menos R$ 9,6 milhões, que é o valor estimado de arrecadação anual do instituto.
Segundo Ademir de Oliveira, jurista especialista em previdência própria que está prestando assessoria para o IPSSD, a instituição deverá ter uma arrecadação mensal de pelo menos R$ 800 mil com o recolhimento prestado pelos 3.450 servidores efetivos do município.
A criação do instituto de previdência próprio foi aprovada pela Câmara de Vereadores no dia 28 de dezembro do ano passado. Com o instituto, o funcionalismo municipal deixou de recolher para o INSS (Instituto Nacional de Seguro Social) e, desde o mês passado, passou a aplicar suas contribuições no IPSSD. Este órgão, que é formado pelos próprios servidores com a participação de membros do executivo, tem a atribuição de garantir aos servidores os mesmo direitos que hoje são oferecidos pelo INSS, como aposentadoria, auxílio doença e reclusão, licença médica e licença maternidade.
Com o novo sistema, os servidores passaram a contribuir com 11% do salário para o sistema previdenciário próprio. Hoje, o valor repassado por qualquer trabalhador ao INSS oscila entre 8% e 11%. A maior diferença é de que os servidores terão mais facilidade de acesso, pois não precisarão passar por burocracias como acontece hoje no INSS. “O valor de 11% de arrecadação é obrigatório e previsto em constituição para todos os servidores públicos que contam com sistema de previdência próprio”, disse Ademir de Oliveira.
Conforme o consultor, hoje, o sistema de previdência próprio existe nos 27 Estados do país. Em Mato Grosso do Sul, servidores públicos de 32 municípios já contam o instituto, gerando um capital que hoje já é de pelo menos R$ 200 milhões. Um exemplo é o município de Rio Brilhante, que em pouco mais de um ano já capitalizou R$ 12 milhões.
ELEIÇÃO
A eleição para escolha da diretoria executiva do IPSSD foi realizada durante todo o dia de ontem, na Câmara de Vereadores. A expectativa da comissão eleitoral era de que pelo menos 800 servidores participassem do pleito. O resultado seria divulgado depois das 19h de ontem.
Concorria ao cargo de diretor-presidente da IPSSD, o engenheiro agrônomo Laércio Arruda. André Kiyoshi Harada, concorreu ao posto de diretor-financeiro. Já o cargo de secretário foi disputado por sete candidatos, enquanto, o de diretor de benefícios por outros três servidores. Os vencedores devem ser empossados na semana que vem. Só puderam participar da eleição, os candidatos atingiram pelo menos 60% de aproveitamento na prova escrita objetiva e subjetiva aplicada pela Fapems (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de MS).

 

 

Diário MS


Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - NOVIDADES NO BOTICÁRIO
Make B. lança novos tons do seu queridinho iluminador, confira no O Boticário em Fátima do Sul
NAS REDES SOCIAIS
Luciana Gimenez é pega com parte íntima totalmente de fora em restaurante, foto viraliza
LUTO NA TV
Atriz e escritora Fernanda Young morre aos 49 anos
A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil