Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 22 de julho de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Presidente do TSE diz que intervir em Dourados é medida drástica

13 Set 2010 - 11h16Por Campo Grande News

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Ricardo Lewandowski, disse hoje em Campo Grande que considera a medida da intervenção em Dourados muito drástica.

Essa é a solução defendida pelo MPE (Ministério Público Estadual) para a cidade, que está sendo comandada por juiz, após prefeito, vice-prefeito, presidente da Câmara e 11 vereadores serem envolvidos em um esquema de corrupção, fraude em licitações e pagamento de propina.

Ricardo Lewandowski afirmou não conhecer detalhes da situação em Dourados, mas falando genericamente, disse considerar que a intervenção é uma medida que fere o “próprio cerne do federalismo”.

Sobre a presença no comando da cidade de um juiz, nomeado a pedido do MPE pela Justiça, o ministro disse ter convicção que deve ser temporária, até que sejam definidos novos representantes do legislativo e do Executivo.

“Nestes casos as próprias instituições reagem, sabem quem são substitutos naturais”, afirmou, sobre a situação na cidade. O ministro também lembrou que todos os acusados merecem direito à ampla defesa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOENÇA DO SÉCULO
Jovem que se jogou da ponte foi encontrado por pescador
MUITO TRISTE
Adolescente perde luta para o câncer e comove toda cidade
TRAGÉDIA
Neto de empresário de transportes morre atropelado por funcionário
CRUELDADE
Criança que estava desaparecida é encontrada morta. Padrasto confessou o crime
BARBÁRIE
Apos perder filha com câncer professora envolve com drogas e é assassinada
DESEMPREGO
Toyota anuncia fim do terceiro turno e demissões em Sorocaba e Porto Feliz
ABUSO SEXUAL
Famílias de jovens abusados sexualmente em estação fazem acordo com Supervia
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Lyris ameaça Agno e faz escândalo dizendo que ele é gay
FAMOSIDADES
Mulher de Eduardo Bolsonaro desativa conta no instagram em meio a polêmica com o marido
CONCURSOS
Ao menos 12 órgãos abrem inscrições para preencher quase 800 vagas