Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 19 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Presidente do TSE defende financiamento público de campanha

28 Set 2004 - 14h15
 

O presidente do (TSE) Tribunal Superior Eleitoral, ministro Sepúlveda Pertence, defendeu nesta terça-feira (28) a adoção do financiamento público das campanhas eleitorais. Ao comentar os preparativos para as eleições municipais, ele previu que a medida poderá resultar em economia para os cofres públicos, uma vez que inibiria a prática da corrupção.”O financiamento privado se remunera à custa de corrupção”, alertou. A luta contra o abuso do poder econômico e do poder político foi definida por Sepúlveda Pertence como o maior desafio da Justiça Eleitoral para a realização do pleito deste ano. A seu ver, a Justiça Eleitoral, sozinha, é impotente para coibir os casos de abuso. Por isso, ele apontou a participação da sociedade como fundamental para a lisura das eleições. "Minha esperança é na afirmação da cidadania, que dá mostras de intolerância com o abuso", disse o ministro.

Com a crescente urbanização do país, observou Pertence, o coronelismo já não tem a mesma força do que antes. Mas as eleições, recordou, dependem cada vez mais da utilização dos meios de comunicação de massa, o que tenderia a multiplicar os custos de campanhas eleitorais. Por isso, ele definiu a questão do financiamento eleitoral como o "desafio maior do aperfeiçoamento do processo político".

Embora sem a "ingenuidade" de ignorar os desafios a vencer, o presidente do TSE disse que a Justiça Eleitoral vê com "orgulhosa tranqüilidade" a iminência das eleições de outubro. Ele anunciou que pelo menos 90% dos votos depositados nas urnas serão apurados até a meia-noite de 3 de outubro. Os restantes 10%, garantiu, serão processados até o dia seguinte. Segundo os números apresentados pelo ministro, 119,8 milhões de eleitores irão às urnas no próximo domingo, para escolher 5.562 prefeitos e 51.802 vereadores. Existem desde localidades com menos de mil eleitores, como relatou, até municípios como o de São Paulo, onde depositarão seus votos 7,7 milhões de eleitores.

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS