Menu
SADER_FULL
quarta, 24 de julho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Presença de Lula em 3 comícios de Dilma custou R$ 344 mil

1 Set 2010 - 18h01Por Folha Online

A participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em eventos para pedir votos para sua candidata à Presidência, Dilma Rousseff (PT), tem custado, em média, R$ 114 mil ao PT.

A Presidência da República já apresentou três faturas que totalizam R$ 344.505,97 para o partido restituir os gastos com a presença do presidente nos três primeiros comícios da campanha realizados no Rio de Janeiro, em Porto Alegre e em Guaranhus (PE). Os gastos são referentes a segurança e ao deslocamento de Lula.

O evento de Lula mais caro foi o comício de estreia na Cinelândia, zona central do Rio. O ato pró-Dilma com Lula custou ao partido R$ 118.607,44 mil. O PT pagou parte da despesa, desembolsando R$ 58 mil.

Os comícios em Porto Alegre e Garanhus custaram R$ 112.087,87 e R$ 113.810,66, respectivamente. Segundo o tesoureiro da campanha do PT, José Filippi Jr., a realização de comícios é o terceiro maior custo, perdendo apenas para produção da propaganda na televisão e de material gráfico.

O partido ainda teve que pagar R$ 1.410,72 para restituir os cofres públicos pelos gastos que garantiram a presença do presidente Lula na convenção que lançou oficialmente a candidatura da petista em Brasília, no dia 13 de junho.

A legenda gastou R$ 1.400 pelo aluguel de um carro blindado e R$ 10,72 pela gasolina usados para transporta Lula até o evento. Foram cerca de R$ 100 por quilômetro entre o Palácio da Alvorada e o local do evento em Brasília --cerca de sete quilômetros.

O governo federal é quem paga primeiro a conta das viagens em que Lula pede votos. Depois, a Secretaria de Controle Interno da Presidência, subordinada à Casa Civil, faz os cálculos dos deslocamentos aéreos e terrestres a serem reembolsados. O valor é recolhido à Conta Única da União pelo partido ou coligação, via GRU (Guia de Recolhimento da União).

Segundo a assessoria do órgão, a legislação eleitoral permite que a restituição seja feita até dez dias após o último turno. Contudo, a Casa Civil tem solicitado ressarcimentos a cada 15 dias para "melhorar o controle e o acompanhamento para ambas as partes".

ROTEIRO ELEITORAL

Ao todo, o presidente Lula já tem esteve presente em 11 atos públicos ao lado de Dilma. Até o final do primeiro turno, estão previstos pelo menos mais dez compromissos, uma média de um evento público conjunto a cada quatro dias, em média.

O presidente deve participar amanhã de um comício em Foz do Iguaçu (PR) ao lado do senador Osmar Dias, candidato do PDT ao governo. A participação de Dilma ainda não foi confirmada. A agenda da candidata está em suspenso devido à previsão de nascimento do primeiro neto da candidata, que deve ocorrer até segunda-feira.

Estava previsto um agenda em Canoas (RS), na sexta, mas foi cancelada a pedido de Lula, que teria alegado cansaço. Lula e Dilma devem voltar a dividir o palanque sábado em um evento em Guarulhos (SP).

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO BELO RESORT - PACOTE DIA DOS PAIS
Confira o PACOTE do Dia dos Pais em um resort incrível, o Campo Belo Resort
LUTO NO ESPORTE
Aos 78 anos, morre em São Paulo o jornalista esportivo Juarez Soares
CRIMINOSO FRIO
Padrasto dá detalhes de como estuprou e matou enteada de nove anos
LUTO NA EDUCAÇÃO
Aos 51 anos professora sofre infarto fulminante em sala de aula
ASSASSINATO
Jovem é morta a tiros dentro de casa na frente dos filhos de 6 e 8 anos em MT
ABONO SALARIAL
Mais de 290 mil têm direito a sacar o PIS calendário 2019/2020 em MS
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem que se jogou da ponte foi encontrado por pescador
MUITO TRISTE
Adolescente perde luta para o câncer e comove toda cidade
TRAGÉDIA
Neto de empresário de transportes morre atropelado por funcionário
CRUELDADE
Criança que estava desaparecida é encontrada morta. Padrasto confessou o crime