Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 22 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Presença de Lula em 3 comícios de Dilma custou R$ 344 mil

1 Set 2010 - 18h01Por Folha Online

A participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em eventos para pedir votos para sua candidata à Presidência, Dilma Rousseff (PT), tem custado, em média, R$ 114 mil ao PT.

A Presidência da República já apresentou três faturas que totalizam R$ 344.505,97 para o partido restituir os gastos com a presença do presidente nos três primeiros comícios da campanha realizados no Rio de Janeiro, em Porto Alegre e em Guaranhus (PE). Os gastos são referentes a segurança e ao deslocamento de Lula.

O evento de Lula mais caro foi o comício de estreia na Cinelândia, zona central do Rio. O ato pró-Dilma com Lula custou ao partido R$ 118.607,44 mil. O PT pagou parte da despesa, desembolsando R$ 58 mil.

Os comícios em Porto Alegre e Garanhus custaram R$ 112.087,87 e R$ 113.810,66, respectivamente. Segundo o tesoureiro da campanha do PT, José Filippi Jr., a realização de comícios é o terceiro maior custo, perdendo apenas para produção da propaganda na televisão e de material gráfico.

O partido ainda teve que pagar R$ 1.410,72 para restituir os cofres públicos pelos gastos que garantiram a presença do presidente Lula na convenção que lançou oficialmente a candidatura da petista em Brasília, no dia 13 de junho.

A legenda gastou R$ 1.400 pelo aluguel de um carro blindado e R$ 10,72 pela gasolina usados para transporta Lula até o evento. Foram cerca de R$ 100 por quilômetro entre o Palácio da Alvorada e o local do evento em Brasília --cerca de sete quilômetros.

O governo federal é quem paga primeiro a conta das viagens em que Lula pede votos. Depois, a Secretaria de Controle Interno da Presidência, subordinada à Casa Civil, faz os cálculos dos deslocamentos aéreos e terrestres a serem reembolsados. O valor é recolhido à Conta Única da União pelo partido ou coligação, via GRU (Guia de Recolhimento da União).

Segundo a assessoria do órgão, a legislação eleitoral permite que a restituição seja feita até dez dias após o último turno. Contudo, a Casa Civil tem solicitado ressarcimentos a cada 15 dias para "melhorar o controle e o acompanhamento para ambas as partes".

ROTEIRO ELEITORAL

Ao todo, o presidente Lula já tem esteve presente em 11 atos públicos ao lado de Dilma. Até o final do primeiro turno, estão previstos pelo menos mais dez compromissos, uma média de um evento público conjunto a cada quatro dias, em média.

O presidente deve participar amanhã de um comício em Foz do Iguaçu (PR) ao lado do senador Osmar Dias, candidato do PDT ao governo. A participação de Dilma ainda não foi confirmada. A agenda da candidata está em suspenso devido à previsão de nascimento do primeiro neto da candidata, que deve ocorrer até segunda-feira.

Estava previsto um agenda em Canoas (RS), na sexta, mas foi cancelada a pedido de Lula, que teria alegado cansaço. Lula e Dilma devem voltar a dividir o palanque sábado em um evento em Guarulhos (SP).

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'
LARANJADA
Deputados do PSOL distribuem laranjas na chegada de Bolsonaro à Câmara