Menu
SADER_FULL
domingo, 18 de novembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Prefeituras de MS vão receber R$ 55 milhões dos royalties do petroléo

10 Jun 2010 - 15h37Por Conjuntura Online

Apesar de estar consciente de que a emenda que prevê a divisão igualitária dos royalties do petroleo na camada do pré-sal precisa percorrer um novo caminho, uma vez que a matéria voltará à Câmara dos Deputados por ter sofrido alterações no Senado, o presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Beto Pereira PSDB), comemorou a aprovação da proposta que beneficia estados e municípios.

Segundo ele, os senadores cumpriram o compromisso firmado com os prefeitos durante a XIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios.

Para o presidente da Assomasul, ganha com isso os municípios brasileiros que precisam sanear suas finanças, abaladas drasticamente em decorrência das constantes quedas nos repasses do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) e por outros fatores relacionados a péssima política tributária brasileira.

Beto Pereira, que esteve em Brasília acompanhando a votação no Senado juntamente com outros prefeitos do Estado, faz votos para que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancione a matéria.

Caso não haja veto por parte do presidente, os municípios de Mato Grosso do Sul terão direito a mais de R$ 55 milhões dos royalties do petroléo, em vez dos pouco mais de R$ 7 milhões atuais.

"Isso significa mais uma vitória do municipalismo, uma conquista da Confederação dos Municípios que não arredou o pé de nossas propostas, ganha com isso o povo brasileiro que terá mais recursos para investimentos", comemorou Beto Pereira, que também agradeceu o apoio da bancada federal e a dedicação dos senadores durante a votação da matéria.  

Substitutivo

Em discurso ontem no Plenário, o senador Valter Pereira (PMDB-MS) usou dados técnicos da CNM (Confederação Nacional de Municípios) para defender a importância das discussões sobre a divisão dos lucros da exploração do pré-sal. Pereira posicionou-se contra a aprovação do substitutivo sugerido por Romero Jucá (PMDB-RR).
 
O parlamentar afirmou, antes da aprovação, que a partilha dos lucros precisava ser discutida com a mesma prioridade que os outros projetos. Ele disse que a CNM estuda detalhadamente a busca de alternativas viáveis para todos os municípios. “A CNM não confisca os direitos de nenhum município, nem os do Rio de Janeiro ou do Espírito Santo”, destacou.
 
Por último, Pereira disse que a emenda sugerida pela CNM pode ser uma das alternativas a uma distribuição mais justa dos lucros para todos os municípios. A entidade propõe que a divisão seja feita por meio do mecanismo de participações especiais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Gabriel se declara para Luz e os dois se beijam
MULHERES TEM QUE DENUNCIAR
Jovem posta foto com rosto inchado para denunciar agressão do namorado
ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto