Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 22 de agosto de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Prefeitura de Deodápolis se preocupa com o Meio Ambiente

22 Jul 2004 - 11h09
A Prefeitura de Deodápolis, através do Departamento de Meio Ambiente, sob a direção da bióloga Luciana Pelegrini, desenvolve um trabalho de conscientização sobre o meio ambiente. A bióloga realiza palestras em escolas e outros órgãos públicos, enfocando os problemas ocasionados com o esquecimento e a conseqüente desvalorização dos aspectos exponenciais no que tange respeito ao meio ambiente. “A agressão à natureza é um problema crucial nos dias atuais, havendo, entretanto, a necessidade da colaboração de todos”, ressalta a bióloga, ressaltando ainda que, “se nós não tivermos a plena consciência de que o meio ambiente é parte integrante e a grande essência da vida, poderá num futuro bem próximo caminhar para a nossa autodestruição”.
ASSOREAMENTO
Entre os assuntos, o assoreamento de rios, lagoas e córregos. Os descuidos com a lei e a desinformação causam danos à natureza, principalmente no preparo de terras para lavouras e pastagens. Muitos realizam sem o cuidado em conter as águas, através de curvas de níveis, deteriorando a própria fertilidade. “É preciso que todos contribuam com a natureza e observem os preceitos da lei. O terreno pertence ao proprietário, mas o ecossistema pertence a todos os seres vivos”, observa Pelegrini.
A terra mal trabalhada tem que obedecer a um cronograma de trabalho adequado, pois do contrário torna-se improdutiva. Ainda, provoca assoreamentos dos rios e lagos. “A cada dia que passa, rios e lagos estão desaparecendo e não é a falta de água, mas sim a maneira de conduzir os trabalhos no preparo do solo”, constata Luciana.
O reflorestamento nas margens e orlas dos rios e lagos é estritamente necessário, inclusive o proprietário tem por dever manter cerca de 20% da sua propriedade intocável, ou seja, a reserva legal. A conscientização do reflorestamento deve ser freqüente. A bióloga afirma que, “mudas de eucaliptos e árvores nativas diversas estão sendo procuradas para a reposição dos locais que foram devastados, muitos deles em estado assustador”.
CURVAS DE NÍVEIS
Outro aspecto importante que o produtor tem que se ater é a chamada curva de nível. Trabalho que deve ser realizado e de fundamental importância para manter a propriedade fora da área de risco de erosões.
O fenômeno voçoroca tem provocado sérios transtornos, além de prejuízos incalculáveis, como áreas irrecuperáveis. Entre outros, destrói mananciais, influenciando de forma incisiva e negativa nos lençóis freáticos. Segundo Luciana Pelegrini, “é necessário que todos se conscientizem da necessidade de proteger o meio ambiente, antes que seja tarde de mais”, adverte a bióloga.
Cláudio Xavier.
 
 
Diário do Campo / Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATALIDADE
Menina de 7 anos é atacada por pitbull e morre na casa dos avós
CRIMINOSO FORAGIDO
Ataque com machadinha deixa alunos e professora feridos em escola
POLEMICA II
Após polêmica, deputado diz que não existe PL de poliamor ou casamento entre mães e filhos
CONFISSÃO
Filhos investigam e descobrem que pai matou a mãe há 37 anos
MAL SUBITO
Policial militar tem mal súbito e morre no mesmo dia que descobriu que seria pai
NOVELA GLOBAL
Régis oferece vender loja para dar dinheiro a Maria da Paz em 'A dona do pedaço'
POLÊMICA
Vale Tudo: projeto libera casamento entre mães e filhos e revolta MS
100 VERBAS
Emissão de CPF e restituição do IR podem ser suspensas pela Receita
100 PENA
'Não tem que ter pena', diz Jair Bolsonaro sobre uso de atirador de elite após sequestro de ônibus
ACIDENTE TRÁGICO
Morte de três profissionais em acidente comove a cidade