Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 20 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Prefeitura combate comércio ilegal nas calçadas de Corumbá

27 Jul 2007 - 05h06
Fiscais da Prefeitura Municipal desencadearam nesta quinta-feira (26) fiscalização para combate ao comércio ilegal na cidade, principalmente na região central. O alvo são os ambulantes que comercializam seus produtos nas calçadas, infringindo o Código de Postura, além de prejudicar o tráfego de pedestres. Ao mesmo tempo, eles representam uma concorrência desleal com comerciantes legalmente estabelecidos, que recolhem seus impostos junto à Fazenda Pública.

A ação está sendo desenvolvida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável, através da Secretaria Executiva de Infra-Estrutura e Habitação, com apoio da Guarda Municipal. Segundo o secretário Ricardo Ametlla, de Infra-Estrutura, o processo foi desencadeado após campanha de orientação junto aos ambulantes, que foram comunicados sobre a apreensão de produtos, caso continuassem cometendo irregularidades.

"Estamos agindo conforme o que determina a lei, no estrito campo legal. Queremos, dessa forma, evitar comércio ilegal em Corumbá, feito nas calçadas, prejudicando o passeio público, e, ao mesmo tempo, garantindo à população, produtos de boa qualidade", disse Ametlla. Ele afirma que a fiscalização é geral. "Não são somente os ambulantes bolivianos que estão sendo fiscalizados. Há brasileiros também que praticam atos ilegais, vendendo produtos ou mesmo expondo-os nas calçadas. Isto também está sendo combatido", informou, lembrando que o trabalho ficou acordado durante uma reunião que contou inclusive com a presença de representante da Associação Comercial e Industrial de Corumbá.

Primeiro dia - A fiscalização começou na manhã desta quinta-feira e todo produto à venda, exposto nas calçadas, pelos ambulantes, está sendo apreendido. Além disso, é feita a checagem do alvará de autônomo e, caso esteja vencido, é feita notificação, para que seja providenciada a renovação. Na semana passada, durante a ação de orientação, foram notificados cerca de 60 ambulantes para que tomassem as devidas providências e agissem dentro da lei.

A partir de hoje, a ação será intensa. Até comerciantes que expõem seus produtos nas calçadas, serão alvos da fiscalização. "Eles e os de origem boliviana que possuem comércio fixo, se estiverem com produtos nas calçadas, serão orientados a recolher. Se não quiserem, terão material apreendido", explicou o tenente PM Edson Guardiano, comandante da Guarda Municipal.

Ametlla explica que a maioria dos ambulantes que atam em Corumbá, não são legalizados, não possuem alvará. Além disso, há outros que estão com o documento vencido. São orientados a renovar, mas, caso continuem cometendo inflações, poderão ter seus alvarás caçados, além de pagamento de multa que varia de 150 a 300 Ufir.

Ele diz também que, por decisão da própria Prefeitura, todo produto perecível, apreendido na fiscalização, será encaminhado à Secretaria Executiva de Assistência Social, para atender entidades assistenciais. Já os importados, vão para a Receita Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem que matou filho para defender a nora comete suicídio
INJUSTIÇA
Familiares prestam homenagem a laçador de cães que morreu após ser hostilizado
FORAGIDO
Mulher é morta a facadas pelo ex-marido, que não aceitava fim de relacionamento
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Valentina conta a Egídio que Gabriel é filho dele
CRUELDADE
Idosa de 106 anos é assassinada a pauladas no Maranhão
NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)