Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 20 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Prefeitura arrenda Santa Rosa para substituir o Evangélico

6 Set 2007 - 09h36
A prefeitura de Dourados já tem esquematizado o funcionamento do seu sistema de saúde a partir de novembro, quando o Hospital Evangélico deixará de prestar serviços de urgência e emergência por meio de convênio com o Sistema Único de Saúde. A alternativa encontrada pela administração municipal envolve o arrendamento de um hospital particular por cinco anos (com possibilidade de prorrogação e compra do imóvel), ao custo de R$ 100 mil mensais, além da transferência de serviços do HE para outras unidades da cidade e do aumento da capacidade do Hospital Universitário.

“Já temos como certo que o Evangélico está ‘fora’, pois não assinaram contrato com o SUS. Diante disso, a prefeitura agilizou as negociações para arrendar o Hospital Santa Rosa. Mas isso depende da aprovação do Conselho Municipal de Saúde”, explicou o secretário de Saúde de Dourados, João Paulo Barcelos Esteves. A ocupação desse hospital, com capacidade para 80 leitos, será o ponto de partida para o novo planejamento do setor no município – que visa disponibilizar até 385 leitos no município.

Esteves adiantou que o Santa Rosa receberá os serviços do Hospital da Mulher, e este último passará a atender casos de traumatologia e urgência, com um pronto-socorro com 70 leitos e se tornando também a futura sede do Samu Dourados. Além dessa medida, o secretário informou que se pleiteia aumentar de 114 para 160 o total de leitos no Hospital Universitário. “Com isso, em vez de reduzirmos, vamos aumentar em 49 o número de leitos na cidade”, ressaltou.

Mesmo sem o contrato com o SUS, serviços como oncologia e hemodiálise continuariam a ser realizados no HE. “Isso é possível, não há barreira. Apesar dos problemas, mantemos uma boa relação com a direção do hospital”, sublinhou Esteves. O plano será oficialmente discutido com o Conselho Municipal de Saúde na próxima segunda-feira (10), mas já conta com a simpatia do seu presidente.

Para Wilson César Medeiros Alves, existe a possibilidade de que a proposta seja aprovada para entrar em funcionamento em um curto espaço de tempo. O presidente do conselho crê que, em um primeiro momento, “a transição vai ser confusa, mas contamos com a colaboração do Evangélico, que está disposto a nos ajudar”.

Preocupações – Alves acredita que o maior problema com essa nova realidade será a contratação de pessoal para operar os serviços, uma vez que se tratam de atividades especializadas. “Mesmo que seja aberto um concurso, podemos pegar pessoas que estão ‘cruas’. A alternativa seria um acordo com o Ministério Público do Trabalho para aproveitar mão-de-obra do HE nos setores de urgência e emergência”, afirmou. A direção do Evangélico anunciou na última semana o desligamento de até 360 profissionais até o final deste ano, diante da redução na demanda de pacientes.

Outra situação cogitada pelo secretário e o presidente do Conselho de Saúde é a possibilidade de se transferir pacientes para Campo Grande, no caso de surgirem serviços que não venham a ser cobertos pela rede pública. João Paulo Esteves ressaltou que a “idéia é desse quadro não ocorrer, mas não é possível afirmar com certeza”. Já Alves lembrou que alguns serviços, como o de traumatologia de alta complexidade, não são oferecidos no município. “Então seria a oportunidade de assumirmos esses serviços também”, considerou.

O HE iniciou 2007 negociando o aumento dos repasses do SUS, de R$ 15 milhões para R$ 21 milhões ao ano. O governo estadual intercedeu e ofereceu R$ 19,1 milhões como contraproposta, o que foi rejeitado pela direção do hospital. A alegação é de que a prestação de serviço particular vinha sendo usada para custear também o atendimento público. O contrato com o SUS deverá se expirar em 5 de novembro. O Hospital Evangélico é considerado referência para pacientes de todo o sul do Estado.
 
 
Dourados Informa

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem que matou filho para defender a nora comete suicídio
INJUSTIÇA
Familiares prestam homenagem a laçador de cães que morreu após ser hostilizado
FORAGIDO
Mulher é morta a facadas pelo ex-marido, que não aceitava fim de relacionamento
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Valentina conta a Egídio que Gabriel é filho dele
CRUELDADE
Idosa de 106 anos é assassinada a pauladas no Maranhão
NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)