Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 9 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Prefeitos do PDT e PT migram para o palanque de André

14 Ago 2010 - 11h39Por Fátima News com assessoria

A política municipalista de André Puccinelli está atraindo  apenas os prefeitos aliados, como também os adversários, alguns deles, inclusive, desafiando a orientação partidária, estão apoiando abertamente o projeto de reeleição do governador como é o caso do douradense Ari Artuzi, do PDT, partido que está no palanque de Zeca do PT e da prefeita do próprio PT, de Santa Rita do Pardo, Eledir Barcelos. Eles querem garantir a continuidade das parcerias que norteiam as parcerias com o atual governo. “Com o André não tem muita conversa, enrolação. A maior virtude do governador, além da sinceridade é honrar os compromissos assumidos”, destaca o prefeito de Angélica, João Donizete Cassuci, também filiado ao PDT. Ele diz que André deve ser reconduzido para um segundo mandato, não só pelo que já fez pela cidade em três anos e seis meses de governo, mas por ter garantido a pavimentação de 33 quilômetros da MS-274, ligação da sede do município com o distrito de Ipezal, que encurtará em 60 quilômetros a viagem a Campo Grande. “Hoje temos que sair por Ivinhema, passar em Deodápolis, Ipezal e daí chegar a BR-267, em Nova Alvorada do Sul para ir à capital”, explica o prefeito.

 

Angélica ainda está sob o impacto da chegada de um megaempreendimento de R$ 600 milhões - a Usina Angélica, com 2 mil funcionários (600 deles residentes na cidade), com produção de 250 milhões de litros de álcool por ano e 250 mil toneladas de açúcar. O Governo do Estado garantiu a construção de 300 casas populares, destinou R$ 500 mil para recuperação da malha asfaltada da área urbana, recapeamento de 20 quilômetros da MS-141, trecho até Ivinhema. Também está acertada a pavimentação de uma estrada de 14 quilômetros que liga a cidade ao parque industrial da usina.

 

Outro prefeito filiado ao PDT que também defende a reeleição do governador é Evaldo Alves Queiroz (Tupedete), de Água Clara. “O governador tem a atendido a cidade. Viabilizou quatro ambulâncias e um microônibus para o transporte de pacientes; a iluminação do calçadão; 240 casas populares; R$ 500 mil para o recapeamento da malha asfaltada; a ponte de concreto que liga o distrito de Pouso Alto a Chapadão do Sul”. O prefeito cita também a pavimentação de um trecho de 3,6 quilômetros da Avenida Benevenuto Ottoni até a incubadora Cobvantis e o compromisso assumido pelo governador de asfaltar 20 quilômetros da MS-324 até a Granja Alvorada e recapear os 81 quilômetros da MS-377, entre Água Clara e o entroncamento da MS-320.

 

O prefeito de Sete Quedas, Sérgio Luiz Macon, também do PDT, é outro partidário do estilo municipalista adotado por André. A cidade está recebendo R$ 7 milhões em investimento, incluindo os R$ 3,2 milhões aplicados da Avenida Dom Pedro II, via principal da cidade com extensão 3,5 quilômetros. As três escolas estaduais foram reformadas, R$ 400 mil foram destinados para recapeamento e casas populares.   

 

A prefeita de Taquarussu, Verônica Ferreira, do PR, também defende a reeleição do governador por conta da política municipalista que André adotou. “Além de ter concluído os 3,8 quilômetros entre a MS-473 e o entroncamento da MS-276, garantir o recapeamento de todo o asfalto da cidade com R$ 400 mil; ajudou-nos a abrir o anel viário; construiu a sede do Detran; o CRAS; 105 casas”.

 

A prefeita de Santa Rita do Pardo, Eledir Barcelos de Souza, que é do PT apóia a reeleição do governador porque tem sido um grande parceiro do município e de sua administração. A prefeita aposta na reeleição de André para que seja implementado um projeto que é a redenção da região: a implantação e asfaltamento da MS-040, que reduzirá em 140 km a ligação com Campo Grande, além de abrir uma alternativa de acesso a São Paulo.

 

Mas o caso de apoio mais emblemático é o do prefeito de Dourados, Ari Artuzi. Adversário ferrenho de André Puccinelli, tendo abandonado o PMDB para se candidatar à prefeitura, ao assumir o cargo desafiou o governador: se ele liberasse as UTIs para o Hospital da Vida, ajudasse a prefeitura na recuperação da malha asfáltica da cidade e implantasse o Anel Viário, teria seu apoio. Os três pedidos estão sendo atendidos e hoje o prefeito é um dos mais entusiasmados aliados do projeto de reeleição do governador André Puccinelli.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

VICENTINA - ALMOÇO NO PESQUEIRO
Pesqueiro 7 Bello serve delicioso almoço com pratos típicos do peixe neste domingo em VICENTINA
COVARDIA
Mulher agride menino autista em playground e vídeo viraliza
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Nicolau descobre que Diana luta karatê e fica em choque
ACUMULOU
Ninguém acerta a mega-sena e prêmio acumula em R$ 30 milhões
VIOLENCIA
'Tiro, porrada e bomba': festa em universidade acaba em pancadaria e PM responde com violência
NOVELA GLOBAL
Gabriel confronta Valentina em “O Sétimo Guardião”
ARROCHO
Regra defendida por Bolsonaro tira R$ 1,1 mil por mês das novas aposentadorias
BARBÁRIE
Mulher é presa após atear fogo em cachorro
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Feliciano foi muito rico e ajudou Valentina no passado
SE DEU MAL
Assaltante é morto após fazer idosa de 83 anos refém no Rio de Janeiro