Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 21 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Prefeito Tetila ainda enfrenta outras ações

20 Out 2004 - 07h23
O petista Laerte Tetila, primeiro prefeito reeleito da história de Dourados, ainda terá de enfrentar várias ações de cassação do registro de sua candidatura. O Cartório Eleitoral não soube informar o número exato de ações, pois algumas ainda estão em fase de inquérito policial e algumas representações movidas pelos advogados da candidata derrotada Bela Barros (PDT) ainda não receberam parecer do Ministério Público.
O promotor da 18ª Zona Eleitoral, João Albino Cardoso Filho, informou ontem ao Diário MS que até agora ele apresentou três ações propondo a cassação da candidatura de Tetila: sobre os outdoors espalhados na cidade em junho pela prefeitura, sobre a instalação do Governo Itinerante, também em junho, e o uso do nº 13 na capa dos carnês do IPTU deste ano. “A dos outdoors foi deferida, a do Governo Itinerante foi indeferida e a juíza ainda vai julgar a ação sobre o uso do 13 no carnê do IPTU”, afirmou João Albino Cardoso Filho.
A representação pedindo a cassação da candidatura de Tetila por causa da descoberta de requisições de combustíveis assinadas pelo secretário de Ermínio Guedes dos Santos ainda aguarda a conclusão inquérito na Polícia Federal.
Também estão em andamento as ações envolvendo a pintura de propaganda eleitoral de Tetila e do candidato a vereador não eleito José Roberto Buzzio (PT) em casas do conjunto popular “Estrela Verá” e da compra de carros vermelhos para a frota oficial do município e uso do nº 13 (número do PT e de Tetila na campanha eleitoral) nas placas de 80% dos veículos.
“Temos umas seis representações pedindo a cassação da candidatura dele por abuso de poder econômico e uso da máquina pública”, disse ontem o advogado Alessandro Lemes Fagundes. Apesar de reconhecer que o prefeito poderá obter um efeito suspensivo da sentença no Tribunal Regional Eleitoral, Alessandro Fagundes disse que a decisão é positiva. “O que nós queríamos era isso mesmo, a conclusão da ação”, afirmou.
 
 
 
 
 
 
Diário MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação