Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 20 de abril de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Prefeito fecha TV no PR; proprietário vê "inspiração chavista"

31 Mai 2007 - 09h11

O fechamento de uma emissora de TV em Campo Mourão (PR), na última segunda-feira, evocou a figura do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, no debate político do município. O proprietário da TV Carajás, Adjaime Marcelo Alves Carvalho, 36, acusa o prefeito Nelson Tureck (PMDB), 55, de ter retirado o sinal da emissora seguindo uma "inspiração chavista". Tureck nega inspiração em Chávez e afirma que a emissora funcionava ilegalmente.

"O Chávez tomou o sinal da RCTV em Caracas e, na noite do mesmo dia, fizeram o mesmo com nossa TV. O prefeito Tureck, como Chávez na Venezuela, não aceita críticas, só elogios", afirma Carvalho.

A comparação é com o fim da concessão, pelo governo venezuelano, à RCTV, a mais popular emissora aberta do país. A TV Carajás teve seu sinal cortado às 19h de segunda-feira e o prédio lacrado.

"Não existe comparação com a Venezuela. Há dois anos a TV [Carajás] funciona irregularmente. Nesse período fizemos vários alertas", afirma Tureck.

Segundo o prefeito, ele determinou o fechamento de 28 outros estabelecimentos comerciais irregulares no município. "O pequeno dono de bar, sem alvará, está na mesma situação que a TV. Eu não posso tratar um diferentemente do outro. A TV não tem alvará de localização e ampliou irregularmente o prédio. Isso não é perseguição política. É lei municipal."

Carvalho afirma que a TV Carajás está sem alvará de localização por "culpa de perseguição política". "Para conseguirmos o alvará, a prefeitura tem que fazer a vistoria. Há um ano estamos pedindo essa vistoria, que é postergada pelo município. Essa falta de alvará é uma desculpa técnica para um fato político. O prefeito não aceita críticas à sua administração."

O prefeito Tureck rebate as críticas de Carvalho. "Se fosse perseguição política, eu teria fechado a TV há dois anos. Esses sem-vergonhas [sic] não deixam o prefeito falar na emissora nem dão direito de resposta quando criticam a administração. Mas, se eles estivessem regularizados, prefeito nenhum poderia fechar a TV."

A TV Carajás, com sinal aberto, atingia 40 municípios do centro-oeste do Paraná e possuía oito horas diárias de programação local. A emissora reproduzia também programas da TV Educativa do Paraná, mantida pelo governo paranaense. Carvalho disse que ingressou na Justiça com mandado de segurança contra o fechamento da emissora.

 

 

Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - DICA AGÊNCIA ECO TOUR
Confira agora os 5 passeios mais românticos de Bonito (MS)
EM ÁUDIO VAZADO
Em áudio, Onyx diz que governo deu 'uma trava na Petrobras', caminhoneiros podem ficar sossegados
EMOÇÃO E RECOMEÇO
Mãe e filho se reencontram em hospital após desabamento de prédios
ACIDENTE FATAL
Três morrem em explosão provocada por vazamento de botijão de gás
NOVA PARALISAÇÃO
Ala dividida de caminhoneiros falam em greve no próximo dia 29 em todo o Brasil
CAMPO BELO RESORT - PARAÍSO É AQUI
Com noite Árabe e Italiana, PACOTE do dia 03 a 05 de maio já disponível para o Campo Belo Resort
NEGLIGÊNCIA FUNCIONAL
Menino de 12 anos foge de casa, burla esquema de segurança e embarca em avião
DEU RUIM
Vítima reage e mata assaltante que tentava roubar camioneta em Toledo – ASSISTA VÍDEO
PAI MONSTRO
Pai é preso suspeito de estuprar e engravidar a filha de 11 anos
15 METROS DE ALTURA
MILAGRE – Menina de um ano que caiu do 4º andar de prédio não sofreu nenhuma fratura