Menu
SADER_FULL
quarta, 26 de setembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Prefeito de Guia Lopes é afastado do cargo mais uma vez

17 Ago 2004 - 07h39
Afastado ontem do cargo por 90 dias, o prefeito de Guia Lopes da Laguna, Carlos Roberto Saravi de Souza,(PDT) é acusado pelo Ministério Público Estadual inúmeros crimes que vão desde o uso de notas fiscais falsas, não fazer licitações e agressão a funcionário e a civil. Ele foi afastado pelo juiz Carlos Alberto Garcete, da 2ª Vara Cível de Jardim.
Segundo consta no processo, Saravi é acusado de utilizar um veículo oficial no dia 19 de janeiro deste ano para se até a cidade de Bela Vista e também visitar uma propriedade rural na cidade de Bella Vista, no Paraguai. Além disso, ele é acusado de utilizar notas fiscais frias para justificar os gastos da prefeitura, entre elas a de realização de manutenção de computadores ao custo de quase R$ 8 mil; o uso de uma nota no ano de 2001 no valor de R$ 2.990,00 de uma empresa que está desativada desde o ano de 1999.
Outra irregularidade está na aquisição de um veículo Kia/Besta em 2001, pois mesmo com o automóvel valendo cerca de R$ 42 mil, o prefeito acabou pagando R$ 49.900,00. Já em 2001, ele contratou a empresa Silva Melo por cerca de R$ 12 mil mensais para fazer o transporte escolar na região, mas não realizou licitação.
Pela quebra de decoro, Saravi é acusado de agredir o seu motorista Wemerson da Silva Ribeiro em Maracaju; destruir uma fita utilizada em audiência da Câmara; por tentar incendiar um circo que se apresentava em Jardim e arremessar uma lata de cerveja contra um dos artistas; invadir a residência da vice-prefeita de Guia Lopes da Laguna, proferindo uma série de impropérios e ameaças; por pesca de um jacaré, em afronta à legislação penal ambiental.
Ele também é acusado de destruir relatório de plantão do Hospital Edelmira Nunes de Oliveira, em 2004, após realizar uma cirurgia contrariando instruções do Conselho Federal de Enfermagem, além de proferir ameaças e ofensas pessoais, inclusive de cunho racista, contra as auxiliares de enfermagem Neuraci dos Santos Pereira e Alice Regina de Almeida.
De acordo com dados do processo, o prefeito afastado conta com seis processos criminais em tramitação e três ações civis públicas de improbidade administrativa propostas pelo Ministério Público Estadual. Com base em todos estas denúncias, o promotor de Justiça Gevair Ferreira Lima Junior solicitou o afastamento de Saravi do cargo e também a indisponibilidade de seus bens móveis e imóveis.
 
Campo Grande News

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLITICA
Silvio Santos nega apoio a Bolsonaro e diz que não revela voto
HORARIO DE VERÃO
Governo federal confirma início do horário de verão para 4 de novembro
VEICULO ROUBADO
Carro roubado é arrastado por onibus; suspeito ficou gravemente ferido
AMEAÇAS
Marilia Mendonça Denuncia ameaças após aderir à campanha contra Bolsonaro
FATALIDADE
Adolescente sai para jogar futebol com amigos e morre afogado
NOVELA GLOBAL
Em 'Segundo sol', Maura fala sobre transar com homem: 'Detestei'
CORRIDA SUCESSÓRIA
Ibope mostra Bolsonaro estagnado com 28% e Haddad cresce 3 pontos e vai a 22%
FUTEBOL
Pela sexta vez Marta é eleita a melhor jogadora do mundo
FUGA FRACASSADA
Tentativa de fuga termina com agente de cadeia e detentos feridos
ASSASSINATO
Por quebrar "pacto de sangue" homem é assassinado juntamente com amigo