Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 23 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Prefeito de Corumbá anuncia programa habitacional

30 Mai 2007 - 13h48
O prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha de Oliveira, anunciou nesta quarta-feira (30) a execução de programas habitacionais com recursos do Fundo Municipal de Investimentos Sociais (FMIS). Foi durante a solenidade de posse dos novos membros do Comitê de Avaliação do FMIS.
 
A primeira incumbência do grupo será analisar um projeto habitacional que deverá contemplar 150 famílias de baixa renda na cidade. O projeto já foi encaminhado ao comitê e, segundo o prefeito, é o primeiro de uma série que visa a redução do déficit habitacional na cidade, um dos maiores do estado, proporcionalmente. A proposta deverá ser encaminhada ao Ministério das Cidades até o dia 4 de junho e faz parte de um programa habitacional do Governo Federal, através do Fundo Nacional Habitação, desenvolvido em parceria com os governos estaduais e municipais, para atender famílias de baixa renda.
 
Ruiter informou que o projeto prevê recursos necessários à aquisição de uma área na cidade para construção de 150 residências, além de garantir a contrapartida do município. "Será de fundamental importância para melhorarmos as condições de vida das famílias carentes, promovendo uma redução desse déficit, para que estas pessoas se sintam cidadãs, tenham um teto para morar", destacou.
 
Segundo o prefeito, este será o primeiro de uma série de projetos voltados à questão habitacional na busca da redução do déficit, a ser desenvolvido na cidade com recursos do FMIS, que prevê desde aquisição da área até a construção efetiva da moradia.
 
Parceria - Para o prefeito, a ampliação das ações do FMIS está sendo
possível graças à parceria existente entre a administração pública e a
sociedade civil. "Infelizmente, os recursos do FMIS diminuíram. Os
repasses foram reduzidos. Isso nos coloca na obrigação de continuarmos buscando alternativas para conseguirmos recursos que vão ao encontro das necessidades que temos. O FMIS está possibilitando esta discussão, que muito engrandece a política pública social", disse o prefeito, ressaltando que "estas discussões, troca de idéias, são procedimentos importantes para as conquistas sociais".
 
Ruiter foi mais além ao se referir a uma sugestão do padre Osvaldo Scotti, diretor da Cidade Dom Bosco e membro titular do comitê: implantação de uma fábrica de tijolo na Cidade Dom Bosco, para construção das moradias, com recursos do FMIS. Ruiter não descartou esta possibilidade. Pelo contrário, achou a sugestão interessante, principalmente pelo fato de que permitiria a "circulação de riquezas aqui mesmo, contemplando a cidade, agregando valor, atingindo os objetivos, com o máximo de alcance e maior eficiência
na aplicação de recursos".

 

 

Fátima News


Deixe seu Comentário

Leia Também

BBB 19
Vanderson é eliminado e vai prestar depoimentos sobre casos de agressão
INVESTIGAÇÃO
Mourão volta a dizer que é preciso investigar Flávio Bolsonaro e punir se for o caso
HEROI
Porteiro ganha homenagem: salvou criança de 3 anos que caiu na piscina (VIDEO)
FAMOSIDADES
Aos 67 anos, Amado Batista assume namoro com jovem de 19 anos de idade
LUTO - TV
Ator Caio Junqueira morre no Rio uma semana após acidente
ANJO DA GUARDA
Amigo dá lar a mulher que viveu 40 anos internada no HC
MAMATA
General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior
PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes