Menu
LIMIT ACADEMIA
quinta, 24 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Prefeito de Cassilândia tem 10 dias para apresentar defesa

19 Mai 2007 - 10h37
O prefeito de Cassilândia, José Donizete Ferreira de Freitas (PT), afastado do cargo por determinação judicial, tem dez dias, a contar de ontem, para apresentar defesa acerca das acusações feitas pelo Ministério Público Estadual (MPE) sobre desvio de dinheiro público e superfaturamento de licitações que chega a R$ 6,2 milhões.

A comissão da Câmara de Vereadores do município é presidida por Zirlei de Assis de Lima (PSB), com relatoria de Silvonei Veron (PT) e por Paulo Dalastra (PSDB). A notificação foi entregue ontem pelo presidente do grupo e Donizete deve apresentar defesa e listar até dez testemunhas.

O prefeito, o vice – Sebastião Pereira da Silva – além de outros cinco servidores e empresários que participam de licitações foram acusados pelo MPE de peculato, lavagem de dinheiro, fraude em processo licitatório e falsidade ideológica. O prefeito ainda será enquadrado em outra ação, baseado no decreto lei 201/67, que trata de crime de responsabilidade de prefeitos e vereadores. Todos os envolvidos tiveram os bens seqüestrados e sigilo bancário quebrado.

 
 
TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASO MILICIANOS
‘Se Flávio errou, terá de pagar e eu lamento como pai’, diz Bolsonaro sobre novos indícios
PREOCUPANTE
Arábia Saudita barra importação de frango de cinco frigoríficos brasileiros
FUTEBOL
São Paulo e Vasco da Gama farão a final da Copa São Paulo
BBB 19
Vanderson é eliminado e vai prestar depoimentos sobre casos de agressão
INVESTIGAÇÃO
Mourão volta a dizer que é preciso investigar Flávio Bolsonaro e punir se for o caso
HEROI
Porteiro ganha homenagem: salvou criança de 3 anos que caiu na piscina (VIDEO)
FAMOSIDADES
Aos 67 anos, Amado Batista assume namoro com jovem de 19 anos de idade
LUTO - TV
Ator Caio Junqueira morre no Rio uma semana após acidente
ANJO DA GUARDA
Amigo dá lar a mulher que viveu 40 anos internada no HC
MAMATA
General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior