Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Pré-selecionados do ProUni devem confirmar dados até sexta

4 Jul 2007 - 13h25
 
Pré-selecionados do ProUni devem confirmar dados até sexta Candidatos devem apresentar documentos nas instituições de ensino.
Segunda chamada será anunciada no dia 18 de julho.

 
Os 47.202 candidatos pré-selecionados para preencher as bolsas integrais e parciais do Programa Universidade para Todos (ProUni) para o segundo semestre de 2007 têm até esta sexta-feira (6) para comparecer às instituições de ensino para apresentar os documentos.
 
 
Segundo a coordenadora do ProUni, Paula Mello, os estudantes terão que comprovar as informações prestadas na ficha de inscrição para serem contemplados com as bolsas. O aluno que não comparecer à instituição onde foi pré-selecionado nesse prazo, perde o direito à bolsa.
O Ministério da Educação (MEC) liberou no dia 14 de junho a lista de candidatos pré-selecionados . Para consultar a lista, é necessário informar o número de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2006 e o número do CPF.
 
Veja aqui quem foi pré-selecionado. 
 
De acordo com o MEC, são das regiões Sudeste, Nordeste e Sul os estados com maior número de pré-selecionados: São Paulo (10.208), Minas Gerais (7.654), Bahia (4.149) e Rio Grande do Sul (3.670).
 
O programa oferece 54.816 bolsas de estudos integrais ou parciais em instituições de ensino superior privadas para o segundo semestre de 2007. Consulte aqui os cursos e instituições que participam do programa.
 
A segunda chamada, com a lista de bolsas de estudo não preenchidas nesta primeira etapa, será anunciada no dia 18 de julho.
 
 Quem pode participar
Para concorrer a uma bolsa de estudos no ProUni, o candidato tem que conseguir média superior a 45 pontos Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2006; ter renda familiar por pessoa de até R$ 570 (para uma bolsa integral) e até R$ 1.140 (para a parcial de 50% ou 25%); e ter cursado o ensino médio em escola pública ou particular com bolsa de estudo.
 
Para evitar que sobrem bolsas de estudo, como aconteceu no primeiro semestre deste ano (quando 34% das bolsas não foram preenchidas), o governo alterou algumas regras do programa: o MEC ampliou de cinco para sete o número de cursos que o candidato pode escolher na hora da inscrição.
 
Também já foi enviado ao Congresso Nacional um projeto que altera de 25% para 50% o percentual da mensalidade que pode ser pago com o Programa de Financiamento Estudantil (Fies), no caso de quem conseguir a bolsa parcial do ProUni. Segundo o MEC, sobram mais bolsas nas faculdades menos procuradas.

 

 

G1


Deixe seu Comentário

Leia Também

MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos