Menu
SADER_FULL
quarta, 18 de julho de 2018
PASSARELA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Por morte de Serginho, e São Caetano pode despencar

26 Nov 2004 - 09h18
O São Caetano pode perder até 24 pontos no Campeonato Brasileiro devido à morte do zagueiro Serginho. Além disso, Nairo Ferreira de Souza, presidente do time, e Paulo Forte, médico, podem sofrer suspensões de até 720 dias. O clube também pode ser condenado a pagar multa que pode ir de R$ 5 mil a R$ 50 mil.

O presidente do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), Luiz Zveiter, recebeu nesta quinta-feira o relatório preparado pelo auditor Luiz Geraldo Lanfredi sobre o caso do zagueiro, que morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória em campo em jogo contra o São Paulo, no dia 27 de outubro.

"O doutor Luiz Lanfredi me entregou o relatório e vou encaminhá-lo à procuradoria. Na segunda-feira, deve ser oferecida a denúncia, e o julgamento deve acontecer até a próxima sexta-feira no máximo", disse Zveiter, em entrevista à ESPN Brasil.

Ainda de acordo com Zveiter, se for condenado, o time do ABC pode perder até seis pontos por cada partida em que Serginho foi escalado --estaria irregular porque supostamente o clube sabia de seu problema cardíaco depois de terem sido feitos exames no Incor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas), em fevereiro deste ano.

Porém a punição só vale para os 60 dias anteriores à data em que for feita a denúncia à procuradoria.

"Sendo denunciado na segunda-feira, é só contar 60 dias para trás e ver as partidas em que o atleta atuou. Aí, tira-se seis pontos por cada jogo", explicou.

Desta forma, o São Caetano perderia seis pontos relativos aos jogos contra Botafogo (6 de outubro), Paysandu (17 de outubro), Fluminense (24 de outubro) e São Paulo (27 de outubro, concluído em 3 de novembro).

Atualmente com 74 pontos e na quarta colocação, o time ficaria com apenas 50 pontos e ainda teria que lutar para não ser rebaixado na reta final da competição.

"Se fizerem isso com a gente, será um a grande injustiça", declarou o zagueiro Dininho, também à ESPN Brasil.

"Nosso objetivo nesse momento é buscar o título e a vaga na Libertadores", completou o técnico Péricles Chamusca.

Inquérito policial

No último dia 19, o delegado Guaracy Moreira Filho, titular do 34º Distrito Policial, que fica no bairro do Morumbi, em São Paulo, responsável pelas investigações no caso da morte do zagueiro Serginho, decidiu indiciar Nairo Ferreira de Souza e Paulo Forte.

Para o delegado, existe a possibilidade de os dois serem indiciados por homicídio doloso (com intenção de matar). A pena para esse tipo de crime varia entre seis e 20 anos de prisão. No caso de homicídio culposo (sem intenção), a pena é de um e três anos.

Segundo o delegado, os dirigentes sabiam que o jogador, que sofreu uma parada cardiorrespiratória no jogo contra o São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro, não tinha condições de jogar futebol.

Concluído, o inquérito seguirá para o Ministério Público, que poderá acolher a denúncia e pedir novas provas ou ainda arquivar o caso.

 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

TURISMO PELO BRASIL E MUNDO
Indústria de Hotéis aguarda aprovação dos jogos para captar bilhões em produtos turísticos
AGORA EM DOURADOS - MS
UNIPAR EAD com cursos de Educação Física, Letras, Marketing e mais 22 cursos, Confira todos aqui
TRAGEDIA
Acidente chocante em Foz: casal morre na hora em batida
NOVELA GLOBAL
Aliada de Laureta, Rosa se vinga do pai e o humilha no restaurante em ‘Segundo sol’
GRANA
Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Severo é preso e humilha Roberval
FUTEBOL PELO MUNDO
Real Madrid se recusa a permitir que Vinícius Júnior permaneça no Flamengo até o final de 2018
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Luzia descobre que seu filho com Beto não morreu
CONCURSOS - OPORTUNIDADES
Concurso: 13 órgãos abrem as inscrições para 1,9 mil vagas nesta segunda
FOI SALVAR O MELHOR AMIGO
Jovem morre afogado após pular em rio para tentar salvar cachorro