Menu
SADER_FULL
terça, 19 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
GOVERNO SÉRIO

Política de André garante geração de 84 mil novos empregos em 3 anos

9 Ago 2010 - 05h23Por Com Assessoria
A retomada do crescimento da economia de Mato Grosso do Sul nos últimos três anos está se refletindo na abertura de novas oportunidades de trabalho. Dados divulgados pelo Ministério Trabalho mostram que entre 2007 e 2009 foram gerados 84.835 novos empregos com carteira assinada, em três anos, crescimento de 19% no estoque de empregos formais. Em 2006, havia 438.685 trabalhadores no mercado formal, evoluindo ano passado para 523.500. O cenário que se projeta para os próximos três anos é ainda melhor com a maturação de R$ 23 bilhões de investimentos de 36 empresas que receberam incentivos fiscais estão fazendo em 54 municípios. Juntos esses empreendimentos devem garantir mais 52 mil empregos.
 
O número de empregos formais em dezembro de 2009 apresentou crescimento de 5,27% em relação ao estoque de emprego existente no mesmo período de 2008. Em números absolutos, o aumento correspondeu ao acréscimo de 26,2 mil vagas, totalizando 523,5 mil postos de trabalho existentes. Em 2009 houve variação do emprego formal no Estado superior a 26%. Os setores que apresentaram os melhores desempenhos foram a Indústria de Transformação, com a criação de 7,7 mil postos de trabalho, os Serviços, com mais 7,6 mil; a Administração Pública, com 5,3 mil postos e o Comércio, com acréscimo de 5 mil novas vagas.
 
O melhor desempenho foi da Indústria de Transformação, com crescimento de 11,33%. Os dois setores que apresentaram desempenhos negativos no período foram a Construção Civil, com defasagem de 1,7 mil vagas e a Extrativa Mineral, com menos 80 postos de trabalho. A pesquisa ressalta que a remuneração média do trabalhador sul-mato-grossense aumentou 3,78% em relação a 2008, resultado do aumento médio no salário recebido pelos homens em 3,60% e pelas mulheres em 4,16%. Em 2006, último ano do governo anterior, foram criados 19.188 empregos com carteira assinada; 33.485 em 2007, primeiro ano do Governo André Puccinelli; 25.150 em 2008 e se somam agora a geração de 26.200 oportunidade de trabalho ano passado.
 
Para o governador André Puccinelli estes números extraídos da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), mostram o acerto da política do indutora do desenvolvimento do seu governo que combina incentivos fiscais, retomada da capacidade de investimento do Governo em obras de  infraestrutura, melhoria e ampliação dos serviços públicos, parceria com o empresariado para qualificação da mão de obra. “É fundamental criar um ambiente de estabilidade, que tem no equilíbrio das contas públicas um dos principais componentes. Mais do que isenção de imposto, o empresário cobra uma logística eficiente, estradas bem conservadas, oferta de energia”.
 
Além do investimento privado, o Governo deu sua contribuição para aquecer a economia mais de R$ 3 bilhões de investimento em obras públicas, incluindo a construção de 44 mil casas populares, mais de mil quilômetros de rodovias pavimentados, reforma de 200 escolas, construção de hospitais e unidades básicas. Só para saneamento foram destinados R$ 420 milhões.
 
Rais?
 
A Relação Anual de Informações Sociais é um registro feito pelo Ministério do Trabalho e Emprego com o objetivo de fiscalizar e gerar estatísticas sobre o mercado de trabalho formal. A pesquisa foi idealizada como fonte para controlar a entrada de mão-de-obra estrangeira no mercado de trabalho, prestar subsídios ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e à Previdência Social.
 
A relação contempla os vínculos formais celetistas, estatutários, temporários, avulsos, entre outros e também os conjuntos de informações relativos aos estabelecimentos empregadores e sobre os vínculos empregatícios, que possibilitam o cruzamento de variáveis que engloba 5.625 municípios, 674 classes de atividades econômicas e 2.432 ocupações.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Padre sertanejo acusado de ostentação cobra entrada de idosos para assistir programa
ACIDENTE FATAL
Adolescente é atropelada quando levava pai em cadeira de rodas, veja o vídeo
VIOLENCIA DOMESTICA
'Não consigo reconhecê-la', diz irmão de mulher espancada no 1° encontro
O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica