Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 21 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Policiais que mataram Gangan no RJ serão promovidos

13 Out 2004 - 14h28
A Polícia Civil informou que os nove policiais que participaram da operação e confronto que resultou na morte do traficante Irapuan David Lopes, o Gangan, serão promovidos. Os delegados e inspetores passarão a ocupar uma nova faixa na carreira policial, com maiores salários, mas não mudarão de cargo.

O chefe de Polícia Civil, Álvaro Lins, está confiante no enfraquecimento da facção criminosa Amigos dos Amigos (ADA) com a morte de Gangan e a prisão do traficante Carlos José da Silva Fernandes, o Arafat, ambas ocorridas hoje.

"Com o enfraquecimento do Comando Vermelho, com todos os seus líderes presos, a ADA e o Terceiro Comando se expandiram. Mas, com a morte de Gangan, que tinha o domínio sobre vários pontos da cidade, a ADA deve ficar enfraquecida", afirmou.

Gangan morreu em uma troca de tiros desencadeada por uma operação da Polícia Civil no Morro de São Carlos, no Rio de Janeiro. A operação foi comandada por Lins e pelo titular das delegacias especializadas, Alan Turnovisk.

Apenas nove policiais civis foram convocados para a operação ao lado dos delegados, pois a polícia temia que a informação sobre o paradeiro de Gangan vazasse.

Lins disse que a operação policial para prender o traficante começou há um ano. O local em que ele eventualmente se escondia no morro foi descoberto há cerca de três meses.

Gangan tinha 34 anos e era um dos traficantes mais violentos e procurados do Rio. Ele liderava a facção criminosa Amigos dos Amigos e dominava o tráfico no Madureira, Mineira, Morro Azul, Morro da Serrinha, Morro dos Macacos, Querosene, São Carlos, Vila Isabel, Zinco, e no Flamengo.

Ultimamente, havia conquistado o Vidigal e a Rocinha, em São Conrado, e estava comandando o tráfico na favela de Parada de Lucas.

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos