Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 23 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Policiais federais cruzam os braços no Estado por 24h

28 Mar 2007 - 08h18

Pelo menos 300 policiais federais de Mato Grosso do Sul cruzaram os braços nesta quarta-feira em protesto contra anteprojeto de lei orgânica da Polícia Federal que reorganiza a carreira e para exigir a segunda parcela do pagamento de 30% da recomposição salarial. Em Campo Grande, eles estão reunidos desde as 7 horas em frente à Superintendência Regional da PF na Capital, onde foram colocados cartazes e faixas.

A manifestação ocorre em pelo menos 15 Estados de todo o País e, caso a categoria não tenha as reivindicações atendidas, os policiais federais devem realizar uma marcha a Brasília (DF) no dia 18 do próximo mês e ameaçam entrar em greve geral. Na última segunda-feira, os policiais tiveram uma reunião com o novo ministro da Justiça, Tarso Genro, mas não chegaram a um acordo, mantendo a decisão de paralisação.

Hoje, eles devem realizar uma nova assembléia e avaliar o movimento de paralisação. No dia 21 deste mês, os policiais federais do Estado realizaram a primeira assembléia para decidir se a categoria iria aderir ao movimento. Segundo a presidente do Sinpef/MS (Sindicato dos Policiais Federais de Mato Grosso do Sul), Cristiane do Valle, os agentes protestam contra um anteprojeto que prevê alterações na carreira dos policiais, extinguindo cargos como escrivão e papiloscopista.

Em Mato Grosso do Sul, são aproximadamente 500 policiais e, com a paralisação por 24 horas, ficam prejudicadas as emissões de certidão de antecedentes criminais, passaporte, registro de estrangeiro, além de atrapalhar o funcionamento dos aeroportos nos setores de imigração e liberação de produtos restritos. A paralisação ocorre na mesma data em que o Departamento de Polícia Federal completa 44 anos de criação.

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

ANJO DA GUARDA
Amigo dá lar a mulher que viveu 40 anos internada no HC
MAMATA
General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior
PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel