Menu
SADER_FULL
quinta, 18 de outubro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Policiais fazem amanhã terceira paralisação do ano em MS

17 Abr 2007 - 17h54

A Polícia Federal pára amanhã em todo o País. Funcionários administrativos, agentes, peritos e delegados cruzam os braços por pelo menos 24 horas em protesto contra o projeto do Ministério da Justiça que altera os quadros funcionais da Polícia Federal e o descumprimento pelo governo federal do acordo salarial firmado com a categoria no ano passado.

Em Mato Grosso do Sul essa será a terceira paralisação somente este ano da Polícia Federal. Em fevereiro, os policiais cruzarão os braços por uma hora e em março, por um dia inteiro.

Segundo a presidente do Sindicato dos Policiais Federais de Mato Grosso do Sul (Sinpefms), Cristiane Salete Costa do Valle, a negociação com o governo federal regrediu, em razão do ministro da Justiça, Tarso Genro, não ter comparecido nem justificado a ausência na reunião marcada com os dirigentes nacionais da categoria no dia 10 de abril em Brasília.

“Houve um acirramento de ânimos, após essa reunião que não houve. Em alguns estados a paralisação que faremos amanhã será estendida até o fim da semana e na terça e quarta-feira da próxima semana, representantes de todo o País estarão em Brasília para fazermos uma grande reunião e a partir daí teremos uma decisão de âmbito nacional sobre o que faremos”, disse ela, completando que poderá haver uma greve geral da Polícia Federal em todo o Brasil.

Conscientização

Em Mato Grosso do Sul, além de paralisarem as atividades a partir das 8 horas desta quarta-feira, os policiais federais vão se reunir às 9 horas com o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Jerson Domingos (PMDB) e com os quatro deputados estaduais do PT: Paulo Duarte, Pedro Kemp, Pedro Teruel e Amarildo Cruz.

“Queremos conscientizá-los sobre os motivos que nos levaram a paralisar as atividades no Estado e conseguir o apoio deles para chegarmos até a bancada federal para nos ajudar nas negociações”, disse a presidente do Sinpefms.

À tarde, os policiais federais vão fazer panfletagem sobre a greve e as reivindicações no Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Serviços essenciais

Pelo menos 30% do efetivo da Polícia Federal no Estado deverá permanecer em atividade, segundo a presidente do sindicato. Serão mantidos a vigilância na carceragem da superintendência e nas delegacias, o plantão, efetivo para atuar em flagrantes e para cumprir ordens judiciais.

 

 

TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

RETA FINAL
'Segundo sol': Antes de ir para a cadeia, Luzia pede: 'Continuem procurando por Remy! Ele está vivo!
CASO LETICIA
Adolescente morta a facadas contou a amigos que pai estuprou a tia na sua frente:'Tinha quatro anos'
MOTIVO FUTIL
Camera ajuda na indentificação de Homem que confessa ter matado mulher após falhar na "Hora H"
A CASA CAIU
Rapaz é agredido pelas sete namoradas que descobriram traição
SEGUNDO SOL
Beto confronta Karola: 'Você roubou a vida de outra mulher'
DEFICITÁRIAS
Correios fecham 02 agências no MS e 39 no país
VICENTINA - LEILÃO ELETRÔNICO
Justiça realizará leilão eletrônico de imóveis urbanos e trator de VICENTINA
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Conclusão do Comperj deve gerar 8 mil vagas em 2019
LUTO NO JORNALISMO
Morre Gil Gomes, jornalista policial, aos 78 anos, em São Paulo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Brasil vence a Argentina com gol de Miranda nos acréscimos e conquista o Superclássico