Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 21 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Polícia soluciona quase 100% dos sumiços de pessoas em MS

21 Ago 2010 - 10h41Por MS Notícias

Diferente do que se prega no senso comum, a Polícia Civil não registra a ocorrência de desaparecimento somente após as 48 horas. De acordo com o Delegado da Polícia Civil, Jefferson Nereu Luppe, para que o caso de desaparecimento de pessoas seja resolvido rapidamente, é necessário imediatismo no registro, através do Boletim de Ocorrência. “Não há necessidade de aguardar 24 horas para registrar o Boletim de Ocorrência. Assim que recebemos a informação de alguém desaparecido, o caso é encaminhado para a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídio”, explica o delegado.

Para o registro de pessoas desaparecidas, além de imediatismo na entrada através do Boletim de Ocorrência, a Polícia Civil dispõe da Delegacia Virtual (Devir), ferramenta de dados, anexados no site da Polícia Civil. O Boletim de Ocorrência gerado pela Delegacia Virtual tem o mesmo valor jurídico dos boletins confeccionados nas outras 125 delegacias físicas espalhadas por todo o Estado. De acordo com Jefferson, o serviço está disponível para toda a população de Mato Grosso do Sul e para turistas que venham a precisar do serviço da Polícia Civil do Estado.

O registro de crianças e adolescentes é encaminhado para a Delegacia de Proteção da Criança e do Adolescente (DPCA); já o caso de pessoas adultas, a Delegacia responsável pelo caso é a Especializada em Repressão aos Crimes de Homicídio (DEH). O delegado Jefferson explica sobre a importância de levar os documentos, principalmente se a pessoa que está desaparecida estava com algum veículo. “Se a pessoa desapareceu com um veículo, talvez fique um pouco mais fácil de resolver o caso, pois lançando no sistema o nome do dono do veículo e a placa, podemos acionar a polícia de todo o País”, lembra o delegado.

Estatísticas de 2010

De 1º de janeiro de 2010 até hoje (20), foram registrados na Delegacia Virtual 787 casos de pessoas desaparecidas. Já no ano passado, de janeiro à agosto, foram registrados 730 casos de desaparecimento de pessoas em todo o Mato Grosso do Sul.

De acordo com o delegado, de 787 registros, feitos através do B.O., cerca de 90% dos casos foram resolvidos pela Polícia Civil. “Praticamente todos os casos estão resolvidos, normalmente às vezes sem intervenção policial. Quando existe a intervenção da Polícia, geralmente o fim do caso é trágico”, explica o delegado.

Segundo Jefferson, a maioria dos casos são resolvidos sem ação policial. De acordo com ele, alguns registros no Boletim de Ocorrência são resolvidos pela família que deu a entrada no caso. "Por vezes, a pessoa depois de alguns dias aparece, e o caso é encerrado. Muitas vezes há casos de usuários de drogas, que desaparecem de sua família e depois voltam”, ressalta o delegado.

Mistério

O delegado Jefferson ressalta os dois casos que a Polícia ainda não desvendou e que o inquérito ainda está em andamento. É o caso do casal Afonso dos Santos Aguerro, de 14 anos e Naiara Ribeiro Lucas, de 17, desaparecido há mais de um ano em Campo Grande, no bairro Nova Lima e da menina Lívia Gonçalves Alves, de 7 anos, que desapareceu subitamente há mais de um mês no município de Corumbá.

De acordo com o delegado, esses dois inquéritos ainda estão em andamento, porém quem está cuidando do caso é a Delegacia de Proteção à Criança e o Adolescente (DPCA). Segundo o delegado Jefferson, no caso da menina desaparecida em Corumbá, há suspeita de pedofilia, ou crimes que envolvam rituais de magia negra.

Delegacia Virtual

Os serviços da Devir funcionam há quatro anos e a delegacia já recebeu mais de 30 mil registros, entre furtos simples, extravios e desaparecimentos. Após registrar a ocorrência na Devir, em até 20 minutos é enviado um e-mail confirmando os dados apresentados ou avisando da necessidade de complementar as informações. Para acessar a Devir digite http://devir.pc.ms.gov.br/dv . Mais informações pelos telefones (67) 3318-7980 /7981.


Deixe seu Comentário

Leia Também

AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'
LARANJADA
Deputados do PSOL distribuem laranjas na chegada de Bolsonaro à Câmara
AMOR A PROFISSÃO
Pedreira caprichosa viraliza com trabalho detalhista e ganha novos clientes
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
O Boticário apresenta Quasar Brave, venha conferir no O Boticário em Fátima do Sul
SUPERAÇÃO
Jovem que morou 5 anos nas ruas se forma em Direito