Menu
prefeitura VICENTINA Março 2019
quarta, 20 de março de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Polícia recolhe equipamento e documento em clínica de aborto

13 Abr 2007 - 13h26
Uma equipe da Polícia Civil de Campo Grande recolheu documentos e equipamentos cirúrgicos na Clínica de Planejameto Familiar, em Campo Grande, em investigação à denúncia de prática de aborto, divulgada em reportagem da TV Morena. O mandado de busca e apreensão foi expedido pelo juiz Aluísio Pereira dos Santos, da 2ª Vara Criminal e foi cumprindo esta manhã.

A delegada Regina Marta Rodrigues Mota, da 1ª Delegacia de Polícia da Capital, foi até a clínica por volta das 8 horas, com equipe policial. No local, documentos e equipamentos cirúrgicos foram recolhidos. Há indícios suficientes que comprovam a prática de aborto na clínica. Até ontem, apesar da entrevista prestada pela proprietária da clínica, Neide Mota Machado, não havia materialidade do crime.

Neide Mota Machado admite, em entrevista a TV Morena, que faz abortos há 20 anos e defende o trabalho da clínica, alegando que é uma forma de evitar que as mulheres se arrisquem em locais precários e com risco de morte. Sobre a irregularidade praticada, Neide diz que “não é questão de deixar na ilegalidade que vai mudar o fato; o que tem de se fazer é legislar a favor”.

A prática de aborto foi denunciada em reportagem desta semana da TV Morena. Com um câmara escondida, a produtora passou por uma entrevista com a psicóloga Simone Souza, que fala abertamente sobre o aborto e apresenta o valor de R$ 5 mil para que a mulher passe pelo “procedimento”.

O Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul e o Conselho Regional de Psicologia – 14ª Região já abriram sindicância para averiguar a quebra de condua ética da anestesiologista Neide Mota Machado e da psicóloga Simone Souza, respectivamente. Se comprovada a irregularidade, as duas devem ser submetidas a processo e posterior julgamento. Se comprovada irregularidade, elas estão sujeitas a penas que vão desde advertência até cassação do registro.

 

 

TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSÉDIO SEXUAL
Homem é morto a tiros após assediar mulher casada
FATALIDADE
Mulher morre ao cair de pé de abacate e bater cabeça na linha do trem
MANIACO SEXUAL
Pai flagra estupro da filha dentro de casa usando o celular, suspeito foi preso
FAMOSIDADES
Quem era Bettina antes do R$ 1 Milhão: Ela foi professora de balé, modelo e panfleteira
MENTOR DO MASSACRE
Polícia de Suzano apreende menor suspeito de planejar ataque
INTERNADO
Criança de 4 anos cai em poço de cinco metros de profundidade
RESGATADO
Cão abandonado em ilha estava sendo comido vivo por urubus
SEXTUPLOS
Americana dá à luz seis bebês em nove minutos
TRAGÉDIA EVITADA
Garoto de 11 anos leva faca na mochila para matar colega no ônibus escolar
ALERTA AOS PAIS
Menino de quatro anos corta os pulsos em Goioerê e pode ser influência da Momo