Menu
SADER_FULL
domingo, 19 de agosto de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Polícia prende acusados de dar golpes em clientes do BB

15 Jul 2004 - 09h25
Policiais da Delegacia de Roubo a Bancos do Deic (Departamento de Investigações Sobre o Crime Organizado) prenderam em São Paulo cinco pessoas acusadas de desviar dinheiro de clientes do Banco do Brasil pela internet. O grupo faturava no mínimo R$ 70 mil por semana com os golpes.

O homem considerado líder do grupo, Anderson Silva, 33, foi preso em Jaú. Os outros envolvidos foram presos na Cidade Patriarca, na zona leste de São Paulo: a ex-mulher de Silva, Márcia Soares de Jesus, 32, Marinaldo da Silva Resende, 33, e o casal Kleber Scheffer da Silva, 29 e Bianca Correia Scheffer, 27.

Com o grupo foram apreendidos R$ 56 mil em dinheiro, uma Pajero, uma Zafira, dois Fiat Stilo, um Gol, uma Strada e uma motocicleta. Além disso foram seqüestrados dois imóveis, de cerca de R$ 300 mil cada um. Os bens ficarão à disposição da Justiça.

O Deic começou a investigar o grupo há três meses, quando foi procurado pelo Banco do Brasil. Agora serão realizadas perícias nos cinco computadores e diversos CDs também apreendidos para identificar os clientes lesados e se há a participação de outras pessoas.

Golpe

De acordo com o Deic, os hackers conseguiam quebrar o protocolo de segurança de provedores de internet. Com isso, os clientes que tentavam acessar a página do banco eram remetidos para uma página espelho.

Na página, os clientes digitavam seus dados, número da conta e senha. Ao confirmar, a página exibia um aviso de erro e jogava o cliente para a verdadeira página do banco. Porém, um programa já havia gravado as informações da vítima.

Para sacar o dinheiro desviado, o grupo oferecia cerca de R$ 150 para correntistas do banco "alugarem" suas contas. O correntista então fornecia o cartão e a senha para que os criminosos sacassem o dinheiro, que era transferido pela internet. Os saques ocorriam geralmente no final ou início do expediente.

Segundo o delegado Rui Ferraz Fontes, cerca de 500 pessoas "alugaram" suas contas para os criminosos e podem responder por estelionato. Os cinco acusados responderão por formação de quadrilha e estelionato.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADE - SUSPIROS
Sem calcinha, Juju Salimeni compartilha foto ousada
VICENTINA - ALMOÇO NO PESQUEIRO
Confira o cardápio do delicioso almoço neste domingo no Pesqueiro 7 Bello em VICENTINA
CRIME PASSIONAL
Marido flagra esposa com suposto amante e caso termina em morte
NOVELA GLOBAL
Remy pode não ter morrido em 'Segundo sol'; veja os indícios
TECNOLOGIA
Segunda via do RG pode ser solicitada pela internet
BOA AÇÃO
Empresário curado faz doação milionária para hospital público
VIOLENCIA
Homem desce do carro e mata mulher com tiro a queima roupa
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta confessa que matou Remy; Karola foi cúmplice
PRESO EM 2010
Morre o homem apontado como maior contrabandista de cigarros do País
ELEIÇÕES 2018 - REGISTRO FEITO
AGORA: PT registra candidatura de Lula e tem até 17 de setembro para trocar candidato