Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 20 de outubro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Polícia prende acusados de dar golpes em clientes do BB

15 Jul 2004 - 09h25
Policiais da Delegacia de Roubo a Bancos do Deic (Departamento de Investigações Sobre o Crime Organizado) prenderam em São Paulo cinco pessoas acusadas de desviar dinheiro de clientes do Banco do Brasil pela internet. O grupo faturava no mínimo R$ 70 mil por semana com os golpes.

O homem considerado líder do grupo, Anderson Silva, 33, foi preso em Jaú. Os outros envolvidos foram presos na Cidade Patriarca, na zona leste de São Paulo: a ex-mulher de Silva, Márcia Soares de Jesus, 32, Marinaldo da Silva Resende, 33, e o casal Kleber Scheffer da Silva, 29 e Bianca Correia Scheffer, 27.

Com o grupo foram apreendidos R$ 56 mil em dinheiro, uma Pajero, uma Zafira, dois Fiat Stilo, um Gol, uma Strada e uma motocicleta. Além disso foram seqüestrados dois imóveis, de cerca de R$ 300 mil cada um. Os bens ficarão à disposição da Justiça.

O Deic começou a investigar o grupo há três meses, quando foi procurado pelo Banco do Brasil. Agora serão realizadas perícias nos cinco computadores e diversos CDs também apreendidos para identificar os clientes lesados e se há a participação de outras pessoas.

Golpe

De acordo com o Deic, os hackers conseguiam quebrar o protocolo de segurança de provedores de internet. Com isso, os clientes que tentavam acessar a página do banco eram remetidos para uma página espelho.

Na página, os clientes digitavam seus dados, número da conta e senha. Ao confirmar, a página exibia um aviso de erro e jogava o cliente para a verdadeira página do banco. Porém, um programa já havia gravado as informações da vítima.

Para sacar o dinheiro desviado, o grupo oferecia cerca de R$ 150 para correntistas do banco "alugarem" suas contas. O correntista então fornecia o cartão e a senha para que os criminosos sacassem o dinheiro, que era transferido pela internet. Os saques ocorriam geralmente no final ou início do expediente.

Segundo o delegado Rui Ferraz Fontes, cerca de 500 pessoas "alugaram" suas contas para os criminosos e podem responder por estelionato. Os cinco acusados responderão por formação de quadrilha e estelionato.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

DISPUTA ACIRRADA
Vox Populi: Distância cai para 6 pontos
AGRESSÃO
Justiça manda penhorar bens de Dado Dolabella para pagar indenização a camareira agredida
HOMICÍDIO - 17 TIROS
Empresário é morto com 17 tiros; acusados estão detidos
ACIDENTE DE TRANSITO
Carros capotam após batida; criança de 5 anos ficou ferida
POLITICA
TSE abre investigação para apurar suposto crime eleitoral de Bolsonaro
FAMOSIDADES
Jair Bolsonaro teria causado a separação de Neymar e Bruna Marquezine
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Após suborno e tentativa de estupro, Remy se entrega a polícia para deixar Luzia livre
REALITY SHOW
Perlla é eliminada de A Fazenda com 22,64% dos votos
RETA FINAL
'Segundo sol': Antes de ir para a cadeia, Luzia pede: 'Continuem procurando por Remy! Ele está vivo!
CASO LETICIA
Adolescente morta a facadas contou a amigos que pai estuprou a tia na sua frente:'Tinha quatro anos'