Menu
SADER_FULL
sexta, 18 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Polícia prende acusado de matar 3 pessoas em Coronel Sapucaia

15 Jun 2007 - 15h55
 

Após denúncia anônima, policiais militares prenderam Diego Fernando Segóvia, 20 anos, o “Fernandinho”, acusado de pelo menos dois homicídios recentes na cidade de Coronel Sapucaia. Ele teria matado uma mulher, executado o próprio primo e figura como suspeito de um terceiro homicídio ocorrido meses atrás, além de ser acusado de atear fogo em uma casa na região da Vila Nova no fim do mês de maio.

Fernandinho, que já vinha sendo procurado pela Polícia Civil de Coronel Sapucaia há pelo menos três meses, foi preso quando estava escondido no interior da residência de familiares e, apesar de estar armado com um revólver calibre 38, não reagiu à prisão. Segundo a Polícia Civil, apesar da pouca idade, da aparência franzina e estatura baixa, o homicida é extremamente perigoso e calculista.

Ainda conforme a Polícia, ele é o principal suspeito de ter efetuado os disparos contra uma residência, que acabou vitimando fatalmente a dona de casa, Rosemeire Dias Lima, de 22 anos, e efetuado disparos e ateado fogo em outra residência, crimes ocorridos na noite do último dia 28 de maio, na Vila Nova em Coronel Sapucaia.

O outro homicídio atribuído a Fernandinho foi à execução do próprio primo, Fernando de Andrade Segóvia, 22 anos, ocorrido por volta das 8h do dia 29 de maio passado quando a vítima estava em frente à residência em companhia de outro rapaz. No dia o homicídio, testemunhas do crime apontavam que o executor seria um indivíduo encapuzado, mas depois mudaram a versão e foram categóricos em afirmar que Fernandinho teria assassinado o próprio primo por conta de brigas internas entre gangues na Vila Nova.

Armado com uma escopeta calibre 12 Fernadinho teria chegado na residência do primo, situada na Rua Bento Gomes de Oliveira, na Vila Nova, e efetuado um disparo contra a perna da vítima, posteriormente, a sangue frio, teria apontado a arma para a cabeça do primo e efetuado outro disparo, consumando a execução.

Segundo a Polícia Civil, as investigações levantaram que Fernandinho era considerado uma espécie de líder de gangue na região da Vila Nova, temido pela população local e uma disputa entre grupos rivais teria gerado a ação do fim do mês de maio que acabou com uma residência queimada e duas pessoas mortas. O primo do acusado teria sido assassinado por ter se debandado do grupo de Fernandinho para ingressar em um grupo rival.

A Polícia também atribui a Fernandinho a execução de Marcelino Gomes, 33 anos, que foi encontrado morto e algemado na manhã do dia 26 de março deste ano, também na Vila Nova. Ele está preso no EPAM (Estabelecimento Penal de Amambai) à disposição da Justiça.

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares