Menu
SADER_FULL
quarta, 14 de novembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Polícia prende acusado de matar 3 pessoas em Coronel Sapucaia

15 Jun 2007 - 15h55
 

Após denúncia anônima, policiais militares prenderam Diego Fernando Segóvia, 20 anos, o “Fernandinho”, acusado de pelo menos dois homicídios recentes na cidade de Coronel Sapucaia. Ele teria matado uma mulher, executado o próprio primo e figura como suspeito de um terceiro homicídio ocorrido meses atrás, além de ser acusado de atear fogo em uma casa na região da Vila Nova no fim do mês de maio.

Fernandinho, que já vinha sendo procurado pela Polícia Civil de Coronel Sapucaia há pelo menos três meses, foi preso quando estava escondido no interior da residência de familiares e, apesar de estar armado com um revólver calibre 38, não reagiu à prisão. Segundo a Polícia Civil, apesar da pouca idade, da aparência franzina e estatura baixa, o homicida é extremamente perigoso e calculista.

Ainda conforme a Polícia, ele é o principal suspeito de ter efetuado os disparos contra uma residência, que acabou vitimando fatalmente a dona de casa, Rosemeire Dias Lima, de 22 anos, e efetuado disparos e ateado fogo em outra residência, crimes ocorridos na noite do último dia 28 de maio, na Vila Nova em Coronel Sapucaia.

O outro homicídio atribuído a Fernandinho foi à execução do próprio primo, Fernando de Andrade Segóvia, 22 anos, ocorrido por volta das 8h do dia 29 de maio passado quando a vítima estava em frente à residência em companhia de outro rapaz. No dia o homicídio, testemunhas do crime apontavam que o executor seria um indivíduo encapuzado, mas depois mudaram a versão e foram categóricos em afirmar que Fernandinho teria assassinado o próprio primo por conta de brigas internas entre gangues na Vila Nova.

Armado com uma escopeta calibre 12 Fernadinho teria chegado na residência do primo, situada na Rua Bento Gomes de Oliveira, na Vila Nova, e efetuado um disparo contra a perna da vítima, posteriormente, a sangue frio, teria apontado a arma para a cabeça do primo e efetuado outro disparo, consumando a execução.

Segundo a Polícia Civil, as investigações levantaram que Fernandinho era considerado uma espécie de líder de gangue na região da Vila Nova, temido pela população local e uma disputa entre grupos rivais teria gerado a ação do fim do mês de maio que acabou com uma residência queimada e duas pessoas mortas. O primo do acusado teria sido assassinado por ter se debandado do grupo de Fernandinho para ingressar em um grupo rival.

A Polícia também atribui a Fernandinho a execução de Marcelino Gomes, 33 anos, que foi encontrado morto e algemado na manhã do dia 26 de março deste ano, também na Vila Nova. Ele está preso no EPAM (Estabelecimento Penal de Amambai) à disposição da Justiça.

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante
ACIDENTE DE TRANSITO
Caminhão passa por cima de veículos e explode em grave acidente
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Marilda (Letícia Spiller) é flagrada nua e finge ser uma assombração
BNDS
“Se não abrir a caixa preta do BNDES, está fora!”, diz Bolsonaro sobre Levy
FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos