Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 16 de julho de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Polícia prende 455 em protestos no Chile

30 Mar 2007 - 10h35
A polícia do Chile prendeu 455 pessoas durante protestos no centro da capital, Santiago, na quinta-feira, 29. As manifestações já eram esperadas porque marcam, anualmente, há mais de dez anos, o chamado "dia do jovem combatente", em homenagem a dois irmãos mortos, Rafael e Eduardo Vergara Toledo, em março de 1985, num confronto com policiais.

Mas os protestos do "dia do jovem combatente" este ano foram engrossadas pelas manifestações contra o novo sistema de transportes de Santiago, que já vêm ocorrendo há vários dias. Os protestos também incluíram ataques contra os pontos dos ônibus.

No fim da noite de quinta-feira, 29, o governo informou que, do total das pessoas detidas em todo o Chile, 375 foram presas em Santiago. Foram registradas 42 manifestações em 21 cidades do país.

Transantiago

Muitos dos manifestantes estavam de uniforme escolar ou com rostos cobertos. A maioria dos detidos participava dos protestos pelo dia do "jovem combatente" e de manifestações de usuários do novo sistema de transportes, batizado de Transantiago - que, há quase dois meses, mudou o mapa do percurso do transporte público e incluiu uma frota de ônibus mais moderna, mas em pouca quantidade, provocando filas, confusão e a queda da popularidade da presidente Michelle Bachelet.

Durante o dia, foram registrados vários incidentes entre a polícia e os estudantes, que foram reprimidos com jatos d´água e gás lacrimogêneo.

Pela manhã, distúrbios levaram à interrupção do trânsito em diversos pontos de Santiago.

Grupos isolados, ainda segundo informações da imprensa chilena, como o jornal La Tercera, apedrejaram supermercados e o Hospital do Trabalhador.

Até o início da tarde de quinta-feira, a "Intendencia Metropolitana" (equivalente à administração regional) informava que 106 "carabineros" saíram feridos dos primeiros protestos, quando jovens reagiram com pedras contra eles.

Os "carabineros" são a segurança ligada diretamente ao governo federal e que ficou conhecida por ser violenta nos tempos em que o Chile era governado, com mão-de-ferro, por Augusto Pinochet.

Reforço policial

O clima de tensão no Chile culminou na quinta-feira, mas desde a última segunda-feira, 26, o policiamento vinha sendo reforçado nas ruas, devido ao tumulto e protestos de usuários (a maioria dos bairros mais pobres) com as falhas do Transantiago, e por causa da explosão de bombas caseiras, em lugares diferentes da cidade, que não deixaram feridos.

A ineficiência do sistema de ônibus - combinado com o metrô - levou a presidente Bachelet a realizar uma reforma ministerial, anunciada no início da semana.

Na quinta-feira, as manifestações começaram cedo, e a maioria com a participação de estudantes de nível secundário, nas primeiras passeatas do dia.

 

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

BARBÁRIE
Moça de 22 anos é agredida até a morte após se negar a fazer sexo
COMOÇÃO
Jovem Lenara, filha de vice prefeito morre vitima de câncer
100 REMEDIOS
Ministério da Saúde suspende fabricação de 19 remédios;veja aqui a lista dos medicamentos cortados
ABANDONADA NO ALTAR
Morre jovem que casou sozinha após ser abandonada no altar
TRAGEDIA NA RODOVIA
Morte trágica de três pessoas na PR-082, comove população
BRIGA DE FAMILIA
Pai desfere 15 golpes de facão em filho adolescente
VIOLENCIA DOMESTICA
Pai é morto a marteladas pelo filho um dia antes de aniversário
NÃO QUER QUE ELE USE
Mãe apaga narguilé do filho adolescente e leva chinelada
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que está apaixonado de verdade por Maria da Paz em 'A dona do pedaço'
VAQUINHA VIRTUAL
Com dinheiro de vaquinha, morador de rua que ajudou idosa durante temporal no Rio compra casa