Menu
LIMIT ACADEMIA
sexta, 22 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Polícia Militar forma especialistas em policiamento tático motorizado

24 Jun 2010 - 17h47

Manhã de festa para os 24 policiais militares que terminaram o II Curso de Patrulhamento Tático Motorizado promovido pela Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais (Cigcoe). Depois de 400 horas de aulas práticas e teóricas, em apenas 45 dias desde o início da capacitação, os PMs foram recebidos com fogos para solenidade surpresa de formatura.

 

 

          Impedidos de ter contato com familiares e pessoas estranhas ao curso, bem como televisão e outros meios de comunicação, os policiais não sabiam que a qualificação estava terminando. Desde o fim da manhã de ontem eles estavam em treinamento prático. Quando desembarcaram das viaturas na sede do Comando Geral no Palácio Tiradentes, foram surpreendidos por colegas de farda, amigos e familiares.

 

 

          Primeiro colocado, com um desempenho exemplar, o soldado Eder Fontes Morette alcançou média 9,64 e recebeu das mãos do chefe do Estado-Maior, coronel Luiz Carlos Garcia Gomes, acompanhado pelo comandante da Cigcoe, major Massilon de Oliveira Silva Neto, o brevê de conclusão do curso. Para os demais, a entrega foi feita pelos padrinhos e madrinhas, com os PMs que participaram da primeira edição da capacitação.

 

 

          O curso era direcionado aos policiais militares e aos profissionais de outras forças. Noventa e oito pessoas mostraram interesse, 40 começaram as aulas no dia 10 de maio e 60% se formaram nesta quinta-feira: 14 da Cigcoe, três PMs de Jardim, dois de Campo Grande, dois de Dourados, um de Coxim, um de Fátima do Sul e um de Ponta Porã.

 

 

          Os participantes aprenderam como fazer abordagens, negociar, gerenciar crises, agir em operações de choque, orientar-se e defender-se. Durante o estágio fizeram operações de bloqueio para interceptação de veículos, operação saturação para prender foragidos e apreender armas e drogas, além de operação de choque no presídio para revista das celas. Foram formados para atuar corretamente em ocorrências que exijam medidas de contenção, isolamento e estabilização da crise e para o exercício da atividade de patrulhamento tático de forma segura com uso adequado e proporcional da força.

 

 

          “Hoje é um dia de festa porque nossos companheiros alcançaram seu objetivo de concluir o curso e nós atingimos a nossa meta de formá-los. Esse é um papel a que a Cigcoe se propõe: ser uma unidade escola para ensinar técnicas a outras unidades e instituições policiais. Além de preparar os policiais para atuar nas situações de alto risco, formamos material humano especializado para repassar os conhecimentos e oferecer um serviço técnico de alta qualidade para atender a sociedade da melhor maneira possível. Hoje a vitória é de cada um que contribui com o serviço policial”, disse o major Silva Neto.

 

 

          A capacitação do efetivo é uma das prioridades do comando geral da PMMS. “Essa educação continuada é o ideal almejado pela PM. Treinamentos como esses são fundamentais para melhorarmos a qualidade do serviço prestado à comunidade. Temos que incentivar, agradecer e parabenizar a iniciativa da Cigcoe que realizou o curso sem ônus para o governo. É uma satisfação estar aqui e participar de iniciativas que mostram que a PMMS está evoluindo e buscando cada vez mais destaque no cenário nacional”, concluiu o chefe da Seção de Ensino da PMMS, tenente-coronel Luiz Altino do Nascimento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'