Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Polícia Civil elucida homicídio e prende autores em Sete Quedas

12 Ago 2010 - 15h25
Em Sete Quedas-MS, Roberto Alexandre Pereira Costa (31) foi vítima de homicídio, a facadas, no dia 10 de agosto de 2010, por volta das 22h00.
 
Após comparecerem ao local do crime, os Policiais Civis de Sete Quedas começaram as diligências no sentido de descobrir a identidade da vítima que não portava documentos, bem como individualizar a autoria do delito.
 
As ações dos Investigadores continuaram pela madrugada e, no dia 11 de agosto de 2010, por volta das 08h00 da manhã, o primeiro suspeito, Adailton Ferreira da Silva, já havia sido conduzido para Delegacia para prestar esclarecimentos.
 
Duas horas depois o segundo suspeito Leandro dos Santos Freitas foi localizado e, ao ver as fotos da vítima nesta unidade, começou a narrar com riqueza de detalhes como ocorreu o crime motivado por uma dívida de R$ 50,00 (cinqüenta reais) que a vítima tinha com ele, há dois anos.
 
Adailton e Leandro foram autuados em flagrante e encontram-se recolhidos à disposição da justiça.
 

Adailton Ferreira da Silva

Leandro dos Santos Freitas

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico