Menu
SADER_FULL
quarta, 14 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Polícia apreende 25 CPUs na Prefeitura de Naviraí

15 Mai 2007 - 13h52

A Polícia Civil de Naviraí, em operação com a Unicoc (Unidade Integrada da Organização Criminosa), apreendeu hoje 25 CPUs de computadores da Prefeitura, da Santa Casa e da Secretaria Municipal de Saúde do Município, conforme solicitado pelo MPE (Ministério Público Estadual) e determinado pelo juiz Eduardo Magrinelli Júnior, da Vara Criminal de Naviraí. A apreensão foi realizada em decorrência das denúncias de improbidade administrativa contra o prefeito Zelmo de Brida (PR).

A delegada Aline Gonlaves Siott e o delegado André Pacheco, da Unicoc, acompanharam as apreensões e informaram que a apreensão cumpria solicitação do MPE. Todos as CPUs serão encaminhados para uma perícia técnica em Campo Grande.

A Polícia Civil vai abrir um inquérito e tem prazo de 30 dias para concluí-lo, podendo pedir a prorrogação para realizar as investigações, ouvindo servidores públicos e outras testemunhas. A assessoria de imprensa da Prefeitura de Naviraí informou que o próprio prefeito havia solicitado ao magistrado mais agilidade para apurar as investigações que, segundo ele, teria partido de ex-funcionários.

Os promotores de Justiça Justiça Paulo da Graça Riquelme de Macedo Júnior e Luiz Gustavo Terçaril acompanharam a operação. O prefeito Zelmo de Brida é alvo de pelo menos quatro ações por improbidade administrativa impetradas pelo MPE, sendo que em uma delas ele é denunciado por fazer auto-promoção durante inaugurações de obras públicas na cidade, enquanto em outra ele foi acusado de superfaturar e usar produtos de má qualidade nos imóveis distribuídos para a população através de um programa habitacional.

Os promotores questionam também que os imóveis teriam sido distribuídos para pessoas que não precisavam, já que as casas deveriam ser entregues para moradores da cidade com baixa renda. Além do prefeito, são questionados na ação a secretária municipal de Assistência Social, Dagmar Ricco Santelli, e o gerente de gabinete do prefeito, Gilberto Álvaro Pimpinatti.

Em outra ação, Zelmo de Brida é denunciado por conduzir uma suposta licitação de forma a beneficiar empresa A.R. Selem Júnior de propriedade do ex-chefe de gabinete da Prefeitura na administração anterior, Abdul Rahmen Selem. A outra ação também movida pelo MPE refere-se ao prefeito e ao vice-prefeito de Naviraí, Ronaldo da Silva Botelho. A ação proposta pelo promotor Paulo Riquelme tem como réus os funcionários públicos João Marcos Pedro Rosa e Marcos Ricco Santelli, o irmão o vice-prefeito Ronan da Silva Botelho, o presidente municipal do PMDB Salvador Cardoso e Maria Thereza Vieira Nardoto, sobrinha de Ronan Botelho.

Umberto Zum

De acordo com as informações do inquérito civil, Ronan Botelho e Salvador Cardoso criaram a empresa MTV Nardoto ME, em nome de Maria Thereza Vieira Nardotto, para participarem de licitação destinada à aquisição e plantio de grama em escolas municipais e no estádio Virotão, principal local de atividades do Clube Esportivo Naviraiense. O contrato entre a Prefeitura e a empresa é ilegal, já que o proprietário da empresa é o irmão do vice-prefeito e os serviços prestados viabilizaram as atividades do time de futebol em que o vice-prefeito é dirigente, sendo pagos com recursos da municipalidade.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante
ACIDENTE DE TRANSITO
Caminhão passa por cima de veículos e explode em grave acidente
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Marilda (Letícia Spiller) é flagrada nua e finge ser uma assombração
BNDS
“Se não abrir a caixa preta do BNDES, está fora!”, diz Bolsonaro sobre Levy
FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Concursos oferecem mais de 1 mil vagas e salários de até R$ 6,6 mil no MS
NOVA EQUIPE
Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília