Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 22 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Poder Judiciário de MS lança portal de Ecogestão

8 Jun 2010 - 08h25Por TJ / MS

Um projeto ousado foi colocado em prática pelo Poder Judiciário de MS. A partir desta segunda-feira (7) está disponibilizado no site do Tribunal de Justiça MS e na intranet um portal de Ecogestão, local onde será possível acompanhar as ações, projetos, dicas, links e até depoimentos do que está sendo desenvolvido em prol do meio ambiente.

Importante lembrar que foi criada a Comissão de Gestão Ambiental do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul, cuja finalidade é instituir o Sistema de Gestão Ambiental, ato regulamentado por meio da Portaria nº 192/09.

Para acompanhar os trabalhos, instituiu-se o Grupo de Gestão Ambiental do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul, o Grupo Ecogestão/PJMS, formado por servidores e magistrados, por meio da adesão voluntária, e com suas atividades coordenadas pelos diretores das Secretarias Judiciária, de Planejamento e Gestão Estratégica e de Obras, além da Corregedoria-Geral de Justiça e dos Juizados Especiais.

Parece complicado, mas é muito fácil adotar medidas que preservam a natureza. Desde 2009, com pequenas ações, o Poder Judiciário de MS está mostrando que o meio ambiente deve ser valorizado e preservado.

Prova disso são as canecas plásticas que foram distribuídas ao pais, como uma forma de homenagem ao Dia dos Pais e, ao mesmo tempo, para incentivar o consumo consciente, isto é, não usar mais copos descartáveis, que não são biodegradáveis e poluem a natureza, sem apontar a economia na aquisição de descartáveis.

Em setembro, muitas mudas foram distribuídas no saguão do TJMS, em saudação à chegada da primavera e como novo incentivo ao plantio de árvores, além de despertar a consciência à necessidade de cuidar do planeta.

Este ano, no Dia das Mães, as mamães servidoras foram presenteadas com sacolas ecológicas e pasmem: a grande maioria das servidoras já está utilizando o presente, provando que pequenas  ações podem render bons frutos.

Todas as ações relatadas referem-se a Campo Grande, mas nas comarcas do interior as medidas pró-ambiente já começam a ser adotadas. Na Comarca de Paranaíba, os copos descartáveis foram abolidos e cada servidor tem seu copo reutilizável. Além disso, todo papel descartado é usado como rascunho. Economia e respeito à natureza.

Na Comarca de Dois Irmãos do Buriti, desde 2008, todos os papéis não utilizados são entregues para uma Associação de Mulheres, que reciclam e vendem. Economia, emprego e renda. Na Comarca de Bonito, além da reutilização de documentos internos como portarias, relatórios para rascunho, utiliza-se o recurso de impressão frente e verso. Lá, a maior parte dos servidores aboliu o uso de copos descartáveis, substituindo-os por xícaras, e há ampla conscientização para o uso dos meios eletrônicos, como e-mails e MSN corporativo, em vez de meios físicos de comunicação.

Outro exemplo a ser seguido vem da Comarca de Camapuã, onde se faz a separação do lixo. Papéis e os plásticos são doados para o Conselho da Comunidade, que  vende tudo para empresas de reciclagem. O Conselho adquiriu uma máquina de picotar papel, utilizada pelos servidores para eliminação dos papéis.

Na Comarca de Aparecida do Taboado, a juíza é especialista em Direito Ambiental e convocou todos os servidores para adotar medidas de preservação e uso consciente de materiais. Assim foram disponibilizados a todos os servidores copos plásticos ou de vidro e xícaras de café, laváveis; foram instalados também dois bebedouros de pressão. Não existem mais copos descartáveis.

Todos os servidores utilizam MSN corporativo, como ferramenta de comunicação, reduzindo-se consideravelmente o uso de telefone. Há o incentivo no uso do e-mail corporativo, como meio de comunicação entre servidores, fóruns, entre outros (reduzindo o uso do papel e telefone); incentivo ao uso do SCDPA, programa de comunicação virtual que representa a redução imediata do uso de papel, fotocópias, envelopes, etiquetas, malotes.

Todos foram orientados a utilizar a energia elétrica de forma consciente, desligando-se imediatamente ao fim do uso os equipamentos, luzes, condicionadores de ar etc.  Quer saber mais sobre os projetos, sobre atitudes inteligentes e saudáveis, sobre como economizar e, ao mesmo tempo, respeitar a natureza? Acesse o portal da Ecogestão, pelo www.tjms.jus.br. Faça parte desse projeto e deixe sua marca em prol de um mundo melhor.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho