Menu
SADER_FULL
quarta, 19 de setembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Poder Judiciário de MS lança portal de Ecogestão

8 Jun 2010 - 08h25Por TJ / MS

Um projeto ousado foi colocado em prática pelo Poder Judiciário de MS. A partir desta segunda-feira (7) está disponibilizado no site do Tribunal de Justiça MS e na intranet um portal de Ecogestão, local onde será possível acompanhar as ações, projetos, dicas, links e até depoimentos do que está sendo desenvolvido em prol do meio ambiente.

Importante lembrar que foi criada a Comissão de Gestão Ambiental do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul, cuja finalidade é instituir o Sistema de Gestão Ambiental, ato regulamentado por meio da Portaria nº 192/09.

Para acompanhar os trabalhos, instituiu-se o Grupo de Gestão Ambiental do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul, o Grupo Ecogestão/PJMS, formado por servidores e magistrados, por meio da adesão voluntária, e com suas atividades coordenadas pelos diretores das Secretarias Judiciária, de Planejamento e Gestão Estratégica e de Obras, além da Corregedoria-Geral de Justiça e dos Juizados Especiais.

Parece complicado, mas é muito fácil adotar medidas que preservam a natureza. Desde 2009, com pequenas ações, o Poder Judiciário de MS está mostrando que o meio ambiente deve ser valorizado e preservado.

Prova disso são as canecas plásticas que foram distribuídas ao pais, como uma forma de homenagem ao Dia dos Pais e, ao mesmo tempo, para incentivar o consumo consciente, isto é, não usar mais copos descartáveis, que não são biodegradáveis e poluem a natureza, sem apontar a economia na aquisição de descartáveis.

Em setembro, muitas mudas foram distribuídas no saguão do TJMS, em saudação à chegada da primavera e como novo incentivo ao plantio de árvores, além de despertar a consciência à necessidade de cuidar do planeta.

Este ano, no Dia das Mães, as mamães servidoras foram presenteadas com sacolas ecológicas e pasmem: a grande maioria das servidoras já está utilizando o presente, provando que pequenas  ações podem render bons frutos.

Todas as ações relatadas referem-se a Campo Grande, mas nas comarcas do interior as medidas pró-ambiente já começam a ser adotadas. Na Comarca de Paranaíba, os copos descartáveis foram abolidos e cada servidor tem seu copo reutilizável. Além disso, todo papel descartado é usado como rascunho. Economia e respeito à natureza.

Na Comarca de Dois Irmãos do Buriti, desde 2008, todos os papéis não utilizados são entregues para uma Associação de Mulheres, que reciclam e vendem. Economia, emprego e renda. Na Comarca de Bonito, além da reutilização de documentos internos como portarias, relatórios para rascunho, utiliza-se o recurso de impressão frente e verso. Lá, a maior parte dos servidores aboliu o uso de copos descartáveis, substituindo-os por xícaras, e há ampla conscientização para o uso dos meios eletrônicos, como e-mails e MSN corporativo, em vez de meios físicos de comunicação.

Outro exemplo a ser seguido vem da Comarca de Camapuã, onde se faz a separação do lixo. Papéis e os plásticos são doados para o Conselho da Comunidade, que  vende tudo para empresas de reciclagem. O Conselho adquiriu uma máquina de picotar papel, utilizada pelos servidores para eliminação dos papéis.

Na Comarca de Aparecida do Taboado, a juíza é especialista em Direito Ambiental e convocou todos os servidores para adotar medidas de preservação e uso consciente de materiais. Assim foram disponibilizados a todos os servidores copos plásticos ou de vidro e xícaras de café, laváveis; foram instalados também dois bebedouros de pressão. Não existem mais copos descartáveis.

Todos os servidores utilizam MSN corporativo, como ferramenta de comunicação, reduzindo-se consideravelmente o uso de telefone. Há o incentivo no uso do e-mail corporativo, como meio de comunicação entre servidores, fóruns, entre outros (reduzindo o uso do papel e telefone); incentivo ao uso do SCDPA, programa de comunicação virtual que representa a redução imediata do uso de papel, fotocópias, envelopes, etiquetas, malotes.

Todos foram orientados a utilizar a energia elétrica de forma consciente, desligando-se imediatamente ao fim do uso os equipamentos, luzes, condicionadores de ar etc.  Quer saber mais sobre os projetos, sobre atitudes inteligentes e saudáveis, sobre como economizar e, ao mesmo tempo, respeitar a natureza? Acesse o portal da Ecogestão, pelo www.tjms.jus.br. Faça parte desse projeto e deixe sua marca em prol de um mundo melhor.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ABANDONO
Dois dias sem comer: irmãos de 2 e 4 anos são encontrados sozinhos em casa
PESQUISA ELEITORAL
Ibope: Haddad cresce em todos os segmentos; Bolsonaro só entre os mais ricos
BARBÁRIE
Corpo de Adolescente desaparecida há 11 dias é encontrado em Lixão
NOVELA GLOBAL
Karola e Laureta viram inimigas mortais em ‘Segundo sol’, e traz sérias consequências para ambas
ALCOOLISMO
Menino de 9 anos é expulso de casa pela mãe alcoólatra por se recusar a roubar, no DF
LATROCINIO
Tentativa de assalto termina com pai morto e filho baleado
MENOR INFRATOR
Cobradora é apedrejada em assalto e adolescente é detido pela 4ª vez
FAMOSIDADES
Justiça condena Deborah Secco por desvio de dinheiro público
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Severo vai morar com mendigos e vira vizinho de Agenor
CLUELDADE
Por mãe estar sem o celular, ladrão dá facada em bebê de 3 meses