Menu
SADER_FULL
quarta, 23 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

PMDB vai pedir a Lula Ministério da Agricultura

13 Mar 2007 - 13h24

No quebra-cabeças da reforma ministerial, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ouvirá de lideranças do PMDB nesta quarta-feira o pedido para que a bancada do partido na Câmara controle dois ministérios no governo federal. A bancada vai insistir na tese do "equilíbrio de forças" do partido, uma vez que Lula deve oferecer três ministérios ao grupo controlado pela bancada do Senado.

Lula receberá o presidente do PMDB, Michel Temer (SP), nesta quarta-feira. Antes da conversa com o presidente, o peemedebista deverá ser recebido pelo ministro Tarso Genro (Relações Institucionais) nas articulações sobre o espaço que o PMDB ocupará no governo.

A expectativa dos deputados peemedebistas é que, além da Integração Nacional, o grupo seja contemplado com o Ministério da Agricultura. O partido já tem nomes cotados para assumir a pasta, como os deputados Waldemir Moka (MS), Eunício Oliveira (CE), e Fernando Diniz (MG).

O presidente deve manter a indicação do deputado Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) para o Ministério da Integração Nacional. Em contrapartida, a bancada do PMDB no Senado continuará à frente dos Ministérios de Minas e Energia, com Silas Rondeau, e das Comunicações, com o ministro Hélio Costa.

Lula também deve indicar o médico José Gomes Temporão para o Ministério da Saúde, indicado pelo governador Sérgio Cabral (Rio de Janeiro), que também integra o grupo peemedebista do Senado.

"O presidente nos disse que promoveria o equilíbrio do PMDB na Câmara e no Senado. Entendo que ficou clara a mesma participação. O que queremos é saber quais são os dois espaços da bancada na reforma", disse à Folha Online o líder do PMDB na Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (RN).

A bancada do PMDB na Câmara não descarta recusar a Integração Nacional caso o presidente sinalize que não está disposto a ampliar a participação do grupo no governo.

Alves disse que, após o encontro com o presidente, vai reunir a bancada do PMDB na Câmara para comunicar a decisão sobre o espaço que o partido terá na reforma.

"Não queremos pressionar ou constranger o presidente. O nosso sentido é de colaborar", disse o líder. Questionado se a bancada ficaria satisfeita com o comando do Ministério da Agricultura, Alves reconheceu que a pasta agrada os deputados.

PT - Além do encontro com os peemedebistas, Lula deve receber lideranças do PT nesta quarta-feira. Nesta segunda-feira, o presidente teria pedido para o PT entregar uma lista com três nomes da legenda para ocupar os Ministério do Turismo, Previdência e Desenvolvimento Agrário.

A Folha Online apurou que o presidente também avisou ao PT que não tem obrigação de aceitar os nomes apresentados pelo partido. Se não concordar com as indicações, vai escolher nomes de sua cota pessoal para as pastas.

A expectativa é que o presidente do PT, Ricardo Berzoini (SP), apresente a lista do partido para a reforma ministerial nesta quarta-feira.

 

Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO - TV
Ator Caio Junqueira morre no Rio uma semana após acidente
ANJO DA GUARDA
Amigo dá lar a mulher que viveu 40 anos internada no HC
MAMATA
General corta contratinho de R$ 30 milhões para manter jornalistas no exterior
PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física