Menu
SADER_FULL
sábado, 26 de maio de 2018
PASSARELA
Busca
DR. SHAPE
Brasil

PMDB está livre para criticar PT, diz Temer

28 Jul 2004 - 08h10
O presidente nacional do PMDB, Michel Temer, disse ontem em Porto Alegre que o partido "está livre para criticar o PT e o governo Lula durante a campanha eleitoral deste ano". Ele esteve em Porto Alegre para a inauguração do comitê do candidato Mendes Ribeiro Filho à Prefeitura de Porto Alegre.

Segundo o jornal Correio do Povo, Temer salientou a aliança entre PMDB e PT foi firmada pela governabilidade do país e não para fortalecer os partidos para as eleições. Candidato a vice na chapa de Luiza Erundina em São Paulo, ele destacou também que o PMDB deixará os ministérios e cargos ocupados no Planalto um ano antes das eleições de 2006, caso o partido lance candidatura própria à Presidência.

"Se essa decisão for tomada a situação ficará delicada e com certeza deixaremos o governo", afirmou. Para Temer, o PMDB tem diversas lideranças preparadas para concorrer à Presidência, como o governador Germano Rigotto e o presidente regional do partido, senador Pedro Simon.

 

 

 

Terra

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta transa com Ícaro e fica encantada
FÁTIMA DO SUL - FOTO DO DIA
FOTO DO DIA: Carreata dos caminhoneiros vista de cima em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - GREVE JÁ PREOCUPA
Situação já preocupa o setor alimentício 'Acendemos a luz vermelha', diz empresário em Fátima do Sul
FÁTIMA DO SUL - BUZINAÇO NA AVENIDA
Ao som do Hino Nacional, população e caminhoneiros fazem 'buzinaço' em Fátima do Sul
AGORA - DECISÃO DO PRESIDENTE
#AGORA: Temer aciona Exército 'forças federais' para desbloquear estradas
FÁTIMA DO SUL - CARREATA DOS CAMINHONEIROS
Caminhoneiros preparam carreata e conclamam o comércio para que fechem as portas em Fátima do Sul
COPA DO MUNDO
Dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo não serão feriado
FÁTIMA DO SUL - PROTESTOS CONTINUAM
Bloqueios continuam e caminhoneiros convocam população para 'Parar Fátima do Sul'
VANDALISMO NÃO!
Caminhão é incendiado por manifestantes durante protesto contra aumento de combustível
TRABALHO ESCRAVO
Ministério do Trabalho resgata 15 trabalhadores de situação degradante