Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
Brasil

PMDB de MS seguirá decisão nacional, diz Puccinelli

6 Dez 2004 - 10h45
O prefeito de Campo Grande, André Puccinelli, disse hoje que embora o diretório estadual do PMDB defenda o rompimento com o governo federal, o partido seguirá as diretrizes definidas pelo partido em convenção nacional, no dia 12. Ele enalteceu a disciplina partidária dos dirigentes locais.
Sobre declarações de petistas de que o dilema do PMDB- sobre ser ou não governo- estaria restrito aos políticos de Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, Puccinelli disse que eles não estariam habilitados a falar do PMDB.
Ele aposta que a verticalização cairá na eleição de 2006, não devendo prejudicar os planos dele de concorrer ao governo estadual caso o PMDB continue na base aliada do governo petista. Se a obrigatoriedade de reprodução das alianças nacionais persistir, ele considera que terá de aceitar ou então sair do PMDB, o que declarou não ser sua intenção.
As considerações foram feitas pelo prefeito após participar da abertura de seminário com novos prefeitos, promovida pela Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) na UCDB.
 
 
 
 
Campo Grande News

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acerto de Contas
Mulher é assassinada e companheiro é poupado pelos bandidos
Macabro
Filho que escondeu corpo de pai pode ser indiciado por três crimes
Novela
'Deus salve o rei': Catarina (Bruna Marquezine) mata Constantino
Novela Global
'Outro lado': Gael luta contra violência doméstica no fim
Monstro
Câmera flagra irmão à procura de menina que teria sido abusada por prefeito de Bariri
Perigo do Selfie
Três garotas caem de ponte de 20 metros ao tirarem fotos em Castelo
Campanha de filiações
Prisão de Lula faz disparar filiações ao PT
O Apocalipse
Arthur (Junno Andrade) fala na TV que Ricardo (Sergio Marone) ressuscitou em seu velório
BBB 18 - Vencedora
Veja a casa de Gleici, do'BBB 18': Sister teve o pai assassinado pelo tráfico e passou fome
Concurso Público
Polícia Federal publica autorização para promover concurso público com 500 vagas