Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 17 de julho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

PMA intensifica fiscalizações na Operação Semana Santa

4 Abr 2007 - 17h22
A Polícia Militar Ambiental intensifica nesta semana a Operação Semana Santa, iniciada na última quarta-feira. A Operação envolve ações ostensivas fluviais e terrestres para combate da pesca predatória e fiscalizações no comércio até a próxima segunda-feira. Estão envolvidos todos os 370 policiais distribuídos em 22 sub-unidades da corporação.
 
O trabalho de fiscalização será intensificado nos rios, nas estradas e nas barreiras da PMA. Apesar de continuar o trabalho de combate ao desmatamento irregular, da caça e outras ações rotineiras, o foco maior, durante o feriado, será o combate à pesca irregular. Em Ribas do Rio Pardo, o posto da Usina Mimoso será ativado e uma guarnição percorrerá os rios da região.
 
O pescador amador que aproveitar o feriado de Semana Santa  nos rios do Estado é obrigados este ano a tirar a licença de pesca. A autorização ambiental é individual e tem validade trimestral ou anual. A licença pode ser adquirida nas agências do Banco do Brasil ou pelo endereço eletrônico da Secretaria de Meio Ambiente, Cidades, Planejamento, Ciência e Tecnologia (SEMAC) - www.sema.ms.gov.br .
        
Após a pescaria, o turista deve passar em um posto da Polícia Militar Ambiental para preenchimento da guia de controle,  que comprova a origem e permite o transporte do pescado em Mato Grosso do Sul e em outros estados. “A licença e a guia de controle permitirão à Polícia Militar Ambiental avaliar o controle da pesca e dos recursos naturais em todo o Estado, além de informar sobre o comportamento e os destinos dos turistas”, garante o Tenente Darci Caetano dos Santos.
 
Este ano a cota permitida de pescado por turista voltou aos limites dos últimos anos. Por lei, o pescador amador pode capturar e transportar no máximo 10 quilos de peixe, além de um exemplar de qualquer peso e mais cinco piranhas. Além disso, é preciso ficar de olho nas medidas mínimas dos peixes, evitando transtornos.
  
A pesca ilegal é crime ambiental e o infrator está sujeito às penas previstas por lei como multa, apreensão do material e até prisão, dependendo da infração cometida. Para receber denúncias, a Polícia Militar Ambiental disponibiliza um telefone de atendimento: 3314-4920. “As denúncias são responsáveis por grande parte das apreensões da PMA. É importante unir as ações de fiscalização nos rios com a colaboração da população através de denúncias de agressão ao meio ambiente” reafirma o Tenente Caetano.

 

 

Notícias.ms


Deixe seu Comentário

Leia Também

DESCARGA ELÉTRICA
Técnico de Rerigeração morre após sofrer choque ao manusear microondas
DOENÇA DO SÉCULO
Rapaz que se jogou da ponte do Rio Piquiri se despediu de amiga antes
COMOÇÃO
Jovem de 19 anos morre após contrair bactéria em parto
NOVELA GLOBAL
Josiane mata de novo em 'A dona do pedaço': saiba quem é a próxima vítima!
NOVELA GLOBAL
'A dona do pedaço': Maria da Paz conhece Gilda, que lhe vende mansão cara
ECLIPSE LUNAR
Eclipse parcial da Lua poderá ser visto em todo o Brasil; veja os horários
BARBÁRIE
Moça de 22 anos é agredida até a morte após se negar a fazer sexo
COMOÇÃO
Jovem Lenara, filha de vice prefeito morre vitima de câncer
100 REMEDIOS
Ministério da Saúde suspende fabricação de 19 remédios;veja aqui a lista dos medicamentos cortados
ABANDONADA NO ALTAR
Morre jovem que casou sozinha após ser abandonada no altar