Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 25 de agosto de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

PMA coloca 80% do efetivo em Operação "Corpus Cristi"

8 Jun 2007 - 09h10
A Polícia Militar Ambiental envolve desde ontem, dia 8, 280 homens diretamente na Operação “Corpus Cristi” em rios, barreiras nas estradas e fiscalização em indústrias e propriedades rurais. Estes homens vão ser distribuídos em equipes, de fiscalização fluvial, em todo o território do Estado. Cada subunidade, das 22 que o batalhão possui, estará com equipes fazendo revezamento entre fiscalização fluvial e em barreiras.

Além do efetivo direto envolvido na operação, o restante do efetivo vai atender as ocorrências normais em cada unidade. Todo o pessoal administrativo será empregado na operação, ou seja 80% do efetivo estarão na ativa, durante o feriado prolongado. A Polícia Militar Ambiental (PMA), que conclui amanhã as atividades da semana do meio ambiente, reforça agora o trabalho preventivo e repressivo nos rios.

Trata-se de um período com grande incidência de pesca, com o aumento de turistas. A idéia é manter equipes para prevenir a pesca predatória. O Comando orienta à população sobre as leis de crimes ambientais para que pratique a pesca dentro das normas legais. A pesca predatória é crime punível com pena de detenção de um a três anos mais multa de de R$ 700,00 a R$ 1000,00.



Orientações


A PMA orienta aos turistas e demais pescadores a retirarem licença de pesca, não capturar pescado com tamanho inferior ao permitido: piraputanga 30cm; curimbatá e piavuçu 38cm; pacu 45cm; dourado e barbado 60cm; pintado e cachara 80cm; jaú 95cm. A cota é de 10 kilos mais um exemplar e 05 exemplares de piranha, e o pescador deve passar nos postos da PMA para lacrar o peixe. O pescador não pode utilizar rede, tarrafa, espinhel, cercado, covo, pari, fisga, gancho; garatéia pelo processo de lambada e substâncias explosivas ou tóxicas; equipamento sonoro, elétrico ou luminoso; e o amador não pode usar o anzol de galho.

A PMA vai intensificar o trabalho em regiões proibidas para a pesca, 200 metros acima ou abaixo de barragens, cachoeiras, corredeiras, escadas de peixes, embocaduras de baías. No Estado, está proibida a pesca nos rios Salobra e Córrego Azul em Miranda; Formoso e Prata em Bonito; Negro na confluência com o córrego Lageado, próximo à cidade de Rio Negro; no limite oeste da fazenda Fazendinha em Aquidauana. Além da extensão dos Rios Perdido, Abobral e Vermelho. A operação termina segunda-feira às oito horas.
 
 
 
MS Notícias

Deixe seu Comentário

Leia Também

A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil
TURISMO
Curtir a Cidade Maravilhosa com pacotes de viagens baratos
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol
POSSE DE ARMA
Posse de arma em toda extensão da fazenda é aprovada e segue para sanção