Menu
LIMIT ACADEMIA
quinta, 15 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

PMA coloca 80% do efetivo em Operação "Corpus Cristi"

8 Jun 2007 - 09h10
A Polícia Militar Ambiental envolve desde ontem, dia 8, 280 homens diretamente na Operação “Corpus Cristi” em rios, barreiras nas estradas e fiscalização em indústrias e propriedades rurais. Estes homens vão ser distribuídos em equipes, de fiscalização fluvial, em todo o território do Estado. Cada subunidade, das 22 que o batalhão possui, estará com equipes fazendo revezamento entre fiscalização fluvial e em barreiras.

Além do efetivo direto envolvido na operação, o restante do efetivo vai atender as ocorrências normais em cada unidade. Todo o pessoal administrativo será empregado na operação, ou seja 80% do efetivo estarão na ativa, durante o feriado prolongado. A Polícia Militar Ambiental (PMA), que conclui amanhã as atividades da semana do meio ambiente, reforça agora o trabalho preventivo e repressivo nos rios.

Trata-se de um período com grande incidência de pesca, com o aumento de turistas. A idéia é manter equipes para prevenir a pesca predatória. O Comando orienta à população sobre as leis de crimes ambientais para que pratique a pesca dentro das normas legais. A pesca predatória é crime punível com pena de detenção de um a três anos mais multa de de R$ 700,00 a R$ 1000,00.



Orientações


A PMA orienta aos turistas e demais pescadores a retirarem licença de pesca, não capturar pescado com tamanho inferior ao permitido: piraputanga 30cm; curimbatá e piavuçu 38cm; pacu 45cm; dourado e barbado 60cm; pintado e cachara 80cm; jaú 95cm. A cota é de 10 kilos mais um exemplar e 05 exemplares de piranha, e o pescador deve passar nos postos da PMA para lacrar o peixe. O pescador não pode utilizar rede, tarrafa, espinhel, cercado, covo, pari, fisga, gancho; garatéia pelo processo de lambada e substâncias explosivas ou tóxicas; equipamento sonoro, elétrico ou luminoso; e o amador não pode usar o anzol de galho.

A PMA vai intensificar o trabalho em regiões proibidas para a pesca, 200 metros acima ou abaixo de barragens, cachoeiras, corredeiras, escadas de peixes, embocaduras de baías. No Estado, está proibida a pesca nos rios Salobra e Córrego Azul em Miranda; Formoso e Prata em Bonito; Negro na confluência com o córrego Lageado, próximo à cidade de Rio Negro; no limite oeste da fazenda Fazendinha em Aquidauana. Além da extensão dos Rios Perdido, Abobral e Vermelho. A operação termina segunda-feira às oito horas.
 
 
 
MS Notícias

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante
ACIDENTE DE TRANSITO
Caminhão passa por cima de veículos e explode em grave acidente
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Marilda (Letícia Spiller) é flagrada nua e finge ser uma assombração
BNDS
“Se não abrir a caixa preta do BNDES, está fora!”, diz Bolsonaro sobre Levy
FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos