Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 17 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

PMA apreende pescado ilegal após perseguição em Jardim

23 Set 2010 - 07h28Por PMA
A Polícia Militar Ambiental de Jardim autuou uma pessoa e apreendeu uma motocicleta e vários exemplares de pescado ilegal durante fiscalização na manhã de hoje na região da Estrada da Cachoeirinha. Ao tentar abordar uma motocicleta ocupada por duas pessoas, o condutor não respeitou a ordem de parada e fugiu dos policiais.

Em seguida os ocupantes da moto, ao perceberem a aproximação dos policiais, abandonaram o veículo e fugiram em direção a um matagal. Junto à motocicleta os policiais encontraram uma rede de pesca e vários exemplares de pescado que haviam sido capturados com a rede.

Durante busca na mata, os policiais encontraram um dos fugitivos, proprietário da motocicleta. O condutor foi encaminhado com a motocicleta e o pescado para a Delegacia de Polícia Civil de Jardim, onde foi autuado por pesca predatória e multado em R$ 900,00.

O fugitivo será identificado e também será multado e responderá pelo crime ambiental. Se condenados, os fugitivos poderão pegar pena de um a três anos de detenção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat