Menu
LIMIT ACADEMIA
sexta, 22 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
AGRICULTURA

Plantio da soja vai ocupar 1,7 mi de hectares em MS

13 Out 2010 - 06h53Por Diário MS
O período de chuvas e o fim do vazio sanitário da soja, procedimento adotado em Mato Grosso do Sul para evitar a propagação da ferrugem asiática no grão, vão permitir aos produtores que comecem o plantio de nova safra no Estado. O período de vazio terminou na semana passada.
A estimativa é que sejam plantados 1,7 milhão de hectares de soja no Estado, de acordo com a Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul).
O vazio sanitário é aplicado em Mato Grosso do Sul há três anos, de julho a setembro. Os produtores que forem flagrados com brotos de soja de safras passadas podem ser multados. O não cadastramento de áreas de plantio também gera autuações.

PLANTIO

Na avaliação do engenheiro agrônomo da Famasul, Lucas Galvan, o plantio deve começar com força na segunda quinzena de outubro, conforme recomendação do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Os produtores que respeitarem as normas do Ministério poderão ter acesso a crédito e seguro rural. O zoneamento agrícola é determinado pela média histórica de chuvas e orienta sobre qual a melhor época para o plantio.
Há possibilidade de estiagem no mês de janeiro, por conta de influência do fenômeno La Niña. Por isso, a antecipação do plantio é uma alternativa para evitar perdas na produção. Na região da Grande Dourados, o plantio da nova safra de soja começa a partir do próximo final de semana, como recomenda o zoneamento agrícola de risco climático, elaborado pela Embrapa local e seguido pelo Banco do Brasil.

CUSTOS

Os custos de produção da cultura da soja convencional para a safra 2010/2011 estão em média 7,7% menores que os da safra 2009/2010 e 29,1% menores que os da safra 2008/2009. Na soja transgênica, os custos da safra 2010/11 estão 9,4% menores que os da safra 2009/10 e 29,6% menores que os da safra 2008/09.
Esses são alguns dos números do estudo Estimativa do Custo de Produção de Soja no Sistema Plantio Direto, Safra 2010/11 para Mato Grosso do Sul, elaborado pelo economista e pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste, Alceu Richetti.
Ele destacou que a semente, tanto na soja convencional (-23,3%), quanto na soja transgênica (-17,3%), é o componente do custo que teve a maior redução em relação à safra 2009/2010. O plantio da nova safra de soja na região de Dourados começará a partir de 15 de outubro, como recomenda o zoneamento agrícola de risco climático, elaborado pela Embrapa local e seguido pelo Banco do Brasil.

PRODUÇÃO

A safra de grãos 2010/2011 deve ficar entre 145,72 e 147,93 milhões de toneladas, de acordo com o primeiro levantamento realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A previsão é que haja uma redução de 887,60 mil (-0,6%) a 3,10 milhões de toneladas (-2,1%0) em relação à safra passada, que chegou ao recorde de 148,82 milhões de toneladas. Já a área destinada ao plantio deve variar entre 47,32 (-0,1%) e 47,99 milhões de hectares (+1,3%), em relação à anterior (47,37 milhões de ha).
Os números se baseiam na média de produtividade obtida nas últimas cinco safras. Foram descartados os anos atípicos e agregado o ganho tecnológico. Os principais responsáveis pela variação negativa na produção e na área plantada desta safra são a soja e o milho total (1ª e 2ª safras). A previsão é que os sojicultores colham de 67,60 (-1,5%) a 68,90 milhões de toneladas (+0,3%) sobre a safra anterior (68,68 milhões de toneladas). A área destinada à leguminosa varia positivamente de 23,76 (+1,3%) a 24,20 milhões de hectares (+3,1%), sendo que a da safra anterior foi de 23,46 milhões de hectares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'
LARANJADA
Deputados do PSOL distribuem laranjas na chegada de Bolsonaro à Câmara
AMOR A PROFISSÃO
Pedreira caprichosa viraliza com trabalho detalhista e ganha novos clientes