Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 22 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Pílula anticoncepcional completa 50 anos desde que saiu à venda

18 Ago 2010 - 17h56Por Terra

A "pílula" completa nesta quarta-feira 50 anos desde que saiu à venda nos Estados Unidos, o primeiro país que autorizou este revolucionário método anticoncepcional que transformou as vidas de milhares de mulheres.

Desde então, mais de 215 milhões de mulheres no mundo todo utilizaram o medicamento. No entanto, outros 200 milhões, a maioria em países em desenvolvimento, ainda não têm um acesso fácil à pílula, segundo dados da organização Women Deliver.

Em 1960 as americanas foram as primeiras mulheres do mundo que puderam comprar, com autorização legal, o "Enovid", uma dose concentrada de hormônios que evitava a ovulação da mulher e assim possíveis casos de gravidez.

O anticoncepcional foi uma conquista de duas mulheres que impulsionaram a pesquisa deste remédio, Margaret Sanger e Katharine McCormick, duas feministas que já estavam perto dos 70 anos e se propuseram a encontrar a "pílula mágica".

Com a persuasão das duas mulheres e o financiamento de Katharine, o doutor Gregory Pincus pôde avançar em suas pesquisas para desenvolver a pílula, o que conseguiu em 1955.

No entanto, o fármaco só foi aprovado pelas autoridades dos Estados Unidos como método anticoncepcional cinco anos depois, no dia 9 de maio de 1960, em meio a críticas que a consideravam a porta de entrada ao caos sexual.

Meio século depois, a pílula é o segundo método anticoncepcional mais usado no mundo, segundo um relatório das Nações Unidas de 2009. Cerca de 8,8% de todas as mulheres entre 15 e 49 anos a utilizam e na Europa, América Latina, Caribe e América do Norte, é seu primeiro método anticoncepcional.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'
LARANJADA
Deputados do PSOL distribuem laranjas na chegada de Bolsonaro à Câmara