SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 18 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
16 de Novembro de 2004 17h51

Picarelli quer a criaação da Delegacia de Proteção ao Idoso

Os idosos de Mato Grosso do Sul podem contar com uma Delegacia de Proteção, conforme projeto apresentado pelo deputado Maurício Picarelli (PTB), na sessão desta terça-feira (16) na Assembléia Legislativa. Segundo o parlamentar, a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) deverá manter a delegacia, se encarregando de propiciar um atendimento diferenciado e especializado aos cidadãos idosos.

Picarelli frisa que, apesar da existência do Estatuto do Idoso, muitas vezes eles não recebem o atendimento adequado, especialmente no caso de delegacias de polícia que normalmente são movimentadas e com muitas ocorrência para atender. "A Delegacia do Idoso tem por finalidade prestar atendimento somente aos idosos e para isso deve contar com profissionais especializados", atesta o petebista.

As despesas decorrentes da aplicação da lei correrão por conta da dotação orçamentária a ser consignada no orçamento de 2005.

Dados – Dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade e do Sistema de Informações Hospitalares, ambos vinculados ao Ministério da Saúde, revelam que no âmbito das instituições de assistência social e saúde, são freqüentes as denúncias de maus tratos e negligências contra idosos. Mas nada se iguala aos abusos e negligências no interior dos próprios lares, onde choque de gerações, problemas de espaço físico e dificuldades financeiras costumam se somar a um imaginário social que considera a velhice como 'decadência'.

No contexto familiar as agressões contra os idosos são praticadas, em geral, pelos filhos homens. Certos estudos mostram que pelo menos metade dos agressores apresenta dependência química. Vítimas da violência, os idosos passam por experiências de "depressão, desesperança, alienação, desordem pós-traumática, sentimentos de culpa e negação das ocorrências e situações de maus tratos".

Em 1998, segundo o Ministério da Saúde, mais de 13 mil pessoas com mais de 60 anos morreram vítimas da violência. Já em 1999, o número subiu para 70 mil

"Esses números revelam a necessidade de políticas públicas que redefinam, de forma positiva, o lugar do idoso na sociedade e privilegiem o cuidado, a proteção e sua subjetividade, tanto em suas famílias como nas instituições, tanto nos espaços públicos como nos âmbitos privados", afirma Picarelli.

"Agressões contra idosos acontecem em todos os lugares, mas aqui em Mato Grosso do Sul isso tem que acabar. Não podemos permitir isso", conclui o deputado citando o estado de Minas Gerais como pioneiro na criação da Delegacia do Idoso e os resultados positivos que a disponibilização desta delegacia repercutiu naquele estado.  Colaborou João Humberto.

 

Fátima News

Comentários
Veja Também
REINO_MATRÍCULAS_2017
BANNER_LATERAL_ASSOMASUL
FARMÁCIA_CENTROFARMA_300
Últimas Notícias
  
FARMÁCIA_CENTROFARMA_300
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.