Menu
LIMIT ACADEMIA
quinta, 20 de setembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

PF prende 9 acusados de corrupção no TCU

2 Dez 2004 - 10h46
A Polícia Federal (PF) desencadeou hoje a Operação "Sentinela", que investiga casos de corrupção no Tribunal de Contas da União (TCU). O ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, afirmou que a operação da PF já prendeu nove pessoas no Distrito Federal.

A operação foi motivada por uma denúncia recebida pela Secretaria de Direito Econômico do Ministério da Justiça, que investigou os casos durante alguns meses. Agentes federais estão cumprindo vários mandados de busca e apreensão.

Segundo a PF, os suspeitos que foram presos são funcionários públicos do alto escalão do TCU.

Todos são acusados de participação em esquema de fraudes em licitações públicas.

De acordo com a rádio CBN, o ministro das Comunicações, Eunício de Oliveira, era sócio de uma das empressa beneficiadas pelo esquema fraudulento das licitações do TCU. No entanto, o ministério da Comunicações diz que o ministro se afastou da empresa há muito tempo.

A PF não divulgou quantas prisões ainda podem ser realizadas e nem a quantidade de dinheiro que as fraudes podem ter desviado.

 

 

Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

SURRA
Video: Homem faz proposta sexual e é agredido de cinta no meio da rua
REALITY SHOW
Em 1ª dia de 'A Fazenda', Ana Paula ganha carro e vira meme
ABANDONO
Dois dias sem comer: irmãos de 2 e 4 anos são encontrados sozinhos em casa
PESQUISA ELEITORAL
Ibope: Haddad cresce em todos os segmentos; Bolsonaro só entre os mais ricos
BARBÁRIE
Corpo de Adolescente desaparecida há 11 dias é encontrado em Lixão
NOVELA GLOBAL
Karola e Laureta viram inimigas mortais em ‘Segundo sol’, e traz sérias consequências para ambas
ALCOOLISMO
Menino de 9 anos é expulso de casa pela mãe alcoólatra por se recusar a roubar, no DF
LATROCINIO
Tentativa de assalto termina com pai morto e filho baleado
MENOR INFRATOR
Cobradora é apedrejada em assalto e adolescente é detido pela 4ª vez
FAMOSIDADES
Justiça condena Deborah Secco por desvio de dinheiro público