Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 24 de agosto de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

PF de MS e RJ desmontam quadrilha de traficantes

27 Jul 2004 - 17h31
A Polícia Federal prendeu ontem pela manhã em uma chácara às margens da MS 080, próximo a Rochedo, no Mato Grosso do Sul, Agnaldo Ferreira Vilela, proprietário de 32 quilos de cocaína que ele e o comparsa Wagner Yuzo Ishi, este já fugitivo da Justiça haviam levado no domingo passado para o Rio de Janeiro. Os dois presos encontravam-se fortemente armados com três espingardas, uma pistola e um revólver. No momento da prisão tentaram fugir, mas foram presos e estão na sede da PF em Campo Grande.

No fim de semana, a polícia carioca prendeu João Ricardo Lopes, no Rio, utilizando um caminhão para transportar a cocaína no interior do pneu de estepe. Com ele foi preso também o policial Rodolfo Cunha dos Reis, lotado na 50ª DP daquele Estado e o comparsa dele Fábio Nunes Ribeiro. Em diligências, a PF daquele Estado prendeu os outros componentes da quadrilha e agora deverá vir ao Estado buscar os outros presos.

Agnaldo Vilela estava sob condicional e foi indiciado no crime de “favorecimento pessoal” por dar guarida e proteger Wagner Yuzo, mesmo sabendo que ele é fugitivo da Justiça.
 
 
Campo Grande News

Deixe seu Comentário

Leia Também

A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil
TURISMO
Curtir a Cidade Maravilhosa com pacotes de viagens baratos
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol
POSSE DE ARMA
Posse de arma em toda extensão da fazenda é aprovada e segue para sanção