Menu
SADER_FULL
quarta, 20 de março de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

PF aprende 104 kg de maconha próximo a Iguatemi

1 Set 2004 - 13h00

Duas pessoas foram presas por tráfico de drogas e 104,96 quilos de maconha apreendidos ontem, às 20h, pela Polícia Federal (PF) da cidade de Naviraí. A droga foi encontrada próximo a Iguatemi, a 464 quilômetros de Campo Grande.

Segundo informações da PF, a maconha estava em uma Belina, placa ACD-4623, conduzido por Marcos Pedro Conte e como passageiro Luiz Alberto Ramos. O automóvel em que a dupla transportava o entorpecente estava parado na Rodovia Tacuru.

Uma equipe da PF avistou o veículo suspeito e parou para constatar o que estava ocorrendo, foi quando os agentes sentiram um forte cheiro que vinha do carro. Além disso, os dois homens estavam muito nervosos.

Conforme os dados, a equipe realizou uma vistoria no interior da Belina e encontram a maconha. Conte ao receber voz de prisão saiu em luta corporal no solo com um dos policiais e acabou sendo atingido com dois tiros na perna. Logo após ser algemado, o homem foi levado para o Hospital de Iguatemi para receber atendimento. Depois de medicados, os dois detidos e a droga foram levados para a Delegacia de Polícia Federal de Naviraí.

 

 

RMT Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSÉDIO SEXUAL
Homem é morto a tiros após assediar mulher casada
FATALIDADE
Mulher morre ao cair de pé de abacate e bater cabeça na linha do trem
MANIACO SEXUAL
Pai flagra estupro da filha dentro de casa usando o celular, suspeito foi preso
FAMOSIDADES
Quem era Bettina antes do R$ 1 Milhão: Ela foi professora de balé, modelo e panfleteira
MENTOR DO MASSACRE
Polícia de Suzano apreende menor suspeito de planejar ataque
INTERNADO
Criança de 4 anos cai em poço de cinco metros de profundidade
RESGATADO
Cão abandonado em ilha estava sendo comido vivo por urubus
SEXTUPLOS
Americana dá à luz seis bebês em nove minutos
TRAGÉDIA EVITADA
Garoto de 11 anos leva faca na mochila para matar colega no ônibus escolar
ALERTA AOS PAIS
Menino de quatro anos corta os pulsos em Goioerê e pode ser influência da Momo